Furto de tampas de saneamento na rua da Mamoa, em S. Romão do Coronado provoca danos em viaturas. 

António José terá sido uma das primeiras pessoas a notar a ausência das tampas de saneamento, na rua da Mamoa em S. Romão do Coronado: “Pelas 15.30 horas passei aqui e estava tudo bem, às 17 horas já estava um carro com a jante partida”. 

O furto, que ocorreu na tarde de terça-feira, dia 14 de fevereiro, não terá sido presenciado por ninguém. O certo é que a audácia permitiu que fosse efetuado em plena luz do dia, na rua que fica junto à igreja de S. Romão do Coronado, tornando essa via intransitável, uma vez que, como é estreita, não permite a passagem de viaturas pela restante faixa de rodagem.

Depois das 20 horas, do mesmo dia, outro condutor viu o seu carro ficar “preso na estrada”, entrando de imediato em contacto com a Guarda Nacional Republicana da Trofa. Ao chegar ao local, cerca das 20.30 horas, as autoridades entraram em contacto com os serviços da protecção civil da Câmara Municipal da Trofa, que sinalizaram devidamente a rua.

Contactada a empresa municipal, Trofáguas, fez saber que: “o local, onde se encontram em falta as tampas de saneamento, já está devidamente sinalizada pelos serviços de protecção civil da Câmara Municipal da Trofa e estamos já a trabalhar no sentido de fazer a reposição de novas tampas de saneamento com a maior brevidade possível”.

Sistema de segurança do Lar Padre Joaquim Ribeiro vandalizado

Na noite de quinta para sexta-feira, num ato de vandalismo, foram destruídos, com recurso a um ferro, três câmaras de vigilância e o sistema eléctrico de um dos portões de acesso ao Lar Padre Joaquim Ribeiro, em S. Martinho de Bougado. Um elemento da direção do Lar Padre Joaquim Ribeiro informou que até ao momento não foi possível apurar quantas pessoas estão envolvidas neste crime, contudo apresentaram queixa na GNR da Trofa.

Para além da destruição do equipamento não terá existido, aparentemente, nenhuma tentativa de assalto ao edificio.

{fcomment}