Select Page

Sub-11 do Atlético Clube Bougadense: “Queremos que o Bougadense seja um clube de referência na formação no concelho”

Sub-11 do Atlético Clube Bougadense: “Queremos que o Bougadense seja um clube de referência na formação no concelho”

O Notícias da Trofa (NT): Como está a correr a temporada?
Hélder Pereira (HP): No geral, está dentro do que foi projetado no início de época. Ficamos a meio da tabela classificativa na primeira fase do campeonato, jogando contra equipas de maior relevo, e no qual os atletas demonstraram muita vontade de querer aprender, assimilando o que lhes fora pedido e construindo um futebol agradável. Nesta segunda fase, onde a qualidade das equipas são mais equiparadas, continuamos a demonstrar um bom futebol, uma evolução com muito mais competitividade, muita alegria no que fazem e muito fairplay. Uma palavra especial para os pais que marcam sempre presença quer nos jogos, quer nos treinos.

NT: Quais os objetivos na competição?
HP: O principal objetivo dos benjamins da A.C. Bougadense é utilizar o futebol neste escalão no sentido de formar e educar os atletas. No clube, pretende-se proporcionar uma aprendizagem evolutiva sem ultrapassar etapas, criando condições aos atletas para poderem evoluir como futebolistas e terem a possibilidade de um dia poderem fazer parte do plantel sénior e, por outro lado, fomentar a socialização, o respeito pelo outro, amizade, incutindo sempre a importância da escolaridade nestas idades. Neste contexto, os resultados desportivos deixam de ser uma prioridade, mas nunca passam para um segundo plano. Partindo de um princípio que o nosso grande objetivo é formar, queremos que o Bougadense seja um clube de referência na formação no concelho Trofa em todas vertentes.

NT: Quais as principais dificuldades neste escalão/competição?
HP: Inicialmente, a maior dificuldade foi conseguir que os atletas assimilassem o que lhes era pedido, uma vez que a grande maioria era a primeira vez que tinham contacto com uma realidade competitiva. A diferença física com atletas que defrontamos em campo também não foi fácil ultrapassar. Outra dificuldade deste escalão de formação é, sem dúvida, a falta de atletas. Existe uma lacuna de atletas nestas idades, estamos em constante captação de jovens sub-10 e sub-11 e são poucos os atletas que aparecem. Estamos, dia a dia, a inovar, criamos a mascote Bougas, que acompanha a formação e que esteve presente no desfile de Carnaval realizado na Trofa e, sem dúvida, foi o mais requisitado para as brincadeiras pelos alunos das escolas que também participaram. Recentemente, também realizamos o Torneio Vale do Ave Cup 2017, onde quisemos contribuir para os valores que implementamos na formação. Esperamos que com o trabalho que se está a realizar na formação do A.C. Bougadense, o dia de amanha seja melhor com mais atletas, mais “bouguinhas” para Formar.

NT: Com que aptidões os atletas se capacitam neste escalão?
HP: É importante que nós, treinadores, consigamos passar a mensagem sobre as ideias pretendidas e com os exercícios adequados para o desenvolvimento das técnicas básicas como o passe, a receção de bola, o domínio sobre a bola, o remate, aliando tudo isto com o jogo, porque quanto mais jogarem, mais facilmente podem potenciar ao máximo as técnicas e ideias de jogo pretendidas, garantindo assim um melhor desenvolvimento do atleta.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização