Os mamedenses escolheram no dia 11 de Outubro e José Ferreira assumiu. Depois de eleito pela maioria, o socialista tomou posse do cargo de presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado, renovando o executivo, que há 12 anos era social-democrata.

Não foram precisos muitos minutos para encher a sala da Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado. A noite do dia 4 de Novembro ditou o início da mudança para a freguesia mamedense, protagonizada por José Ferreira, que nos próximos quatro anos vai assumir o comando do executivo. Muitos foram aqueles que fizeram questão de assistir à tomada de posse do novo presidente da Junta de Freguesia. Orgulhoso do sonho alcançado, José Ferreira já sente o peso da responsabilidade de liderar a Junta mamedense. Em entrevista ao NT/TrofaTv, o autarca afirmou não ter dúvidas de que “é mais fácil ser oposição do que ser governo”, mas mostrou-se honrado pela decisão da maioria dos mamedenses de “sufragarem o projecto do Partido Socialista”. “Estou convencido de que vamos ter uma árdua tarefa, mas iremos dar o nosso melhor, quer eu, quer a equipa que me acompanha”, assegurou.

Depois de empossado, José Ferreira quer “inteirar-se de todas as questões pendentes na freguesia, dar continuidade aos compromissos assumidos pelo anterior executivo e inteirar-se de todas as necessidades prioritárias da freguesia”. O socialista quer concluir as obras do cemitério, pois considera esta questão um problema “que se arrasta há já longos anos e que tem causado muito transtorno, sobretudo na vida sentimental das pessoas”. A requalificação do parque viário, a construção da casa mortuária e a conclusão das obras do saneamento básico e abastecimento de água ao domicílio são as outras premências do edil mamedense.

jose-ferreira

Agora com assento na oposição, na bancada do PSD, Modesto Torres quer colaborar com o executivo em prol do “desenvolvimento da freguesia e do concelho da Trofa”. Ao NT/TrofaTv, o ex-presidente da Junta de Freguesia garantiu no futuro uma “acção colaborante para com aquilo que são as iniciativas e as obras de S. Mamede do Coronado”.

António Moreira cedeu o lugar a Arnaldo Sá, que assume funções na presidência da Assembleia de Freguesia. Para os próximos quatro anos, o presidente espera harmonia nas sessões da assembleia. “Espero um bocado de luta, mas penso que vai haver bom senso e acho que nos vamos entender bem para conseguir algo de positivo para a freguesia”, adiantou.

Com a saída do membro do CDS-PP, a Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado passa a ser constituída pelos membros eleitos nas listas do PS e PSD.