É conhecida pela dança e pelo projeto que construiu – a Academia Alva -, mas quer singrar agora numa nova área: a literatura. A trofense Sílvia Cruz, conhecida no meio artístico por Sissi, lançou o livro que marca a estreia como escritora e que já está disponível para aquisição no site da editora Cordel d’Prata e respetivos distribuidores.

Aquando da entrada do livro para venda, Sílvia revelou ver “um sonho desde sempre” tornar-se “uma realidade”.

“O Sabor dos Teus Lábios” é o epíteto do romance, que conta a história de Beatriz, uma mulher rica, poderosa e independente, que acaba divorciada, solitária e mãe. “Não somos nem podemos ser todos iguais, mas podemos e temos o direito de mudar” é a mensagem que a escritora pretende transmitir com a obra.

Nascida na Bretanha, em França, Sílvia Cruz começou desde cedo o seu percurso no mundo das artes de palco, passando pela música, teatro e dança. Veio para Portugal com 15 anos, onde continuou a sua formação artística, dando corpo ao projeto da Academia Alva, sediada na freguesia do Muro.

Licenciada em Filosofia, pela Universidade do Porto, através da qual pôde alimentar o fascínio pela leitura e escrita e debruçar sobre temas que a inspiram, como a metodologia da Saudade. A trofense pretende que a sua escrita envolva o leitor na reflexão sobre o sentido da vida, na avaliação da importância das relações e, sobretudo, nas mudanças que se podem fazer no presente para não perder o futuro.

O Notícias da Trofa (NT): Quando nasceu o gosto pela escrita? Porque decidiu lançar-se nesta área nesta altura? A pandemia influenciou de alguma maneira?
Sílvia Cruz (SC):
Eu nunca fui uma aluna brilhante mas, enquanto estive emigrada em França eu lembro-me de ser a melhor nas composições. Sempre gostei de escrever, porque sempre gostei do mundo da imaginação e sempre tive gosto para criar. Parece que não, mas esse gosto sempre me acompanhou mesmo na minha vida artística, uma vez que escrevi as peças do ALVA, as letras de músicas, etc… Quem me conhece sabe que adoro escrever e que sempre previ um dia começar uma carreira na literatura. Eu já tentei várias vezes escrever… mas nunca levava a cabo a tarefa: o trabalho, os filhos, os projetos pessoais, os horários loucos, nunca conseguia dedicar-me até ao final e acabava por eliminar os ficheiros. Quando veio o primeiro confinamento, no início passei por uma fase muito difícil… tal como todos. Estávamos todos numa fase muito estranha e traumatizante e a escrita foi uma fuga e mais uma oportunidade para continuar a fazer o que gosto, mesmo que não seja a dançar: criar algo. 

NT: Esta é a primeira experiência literária ou já teve outras? 
SC:
Sou licenciada em Filosofia e, na altura, escolhi a vertente ética e política – só apenas com isto posso dizer que tive de escrever muito. Nunca tive blogues, mas já concorri num concurso com um conto infantil e, tal como disse anteriormente, sou eu quem escrevo as peças que o ALVA apresenta.

NT: Como caracteriza a sua identidade literária, que ajuda a dar corpo a esta história?
SC:
Eu gosto muito do género romance e acho que vou ficar por aqui. Nesse contexto sinto-me mais livre para desenvolver as minhas ideias e reflexões. 

NT: Quer transmitir alguma mensagem com esta história?
SC
: O livro ‘O Sabor dos teus Lábios’ é a história de uma mulher que sempre lutou para ser bem sucedida profissionalmente e, de repente, com 42 anos, realiza que nunca teve tempo para se dedicar a si própria, ao amor, ao seu filho… Vários acontecimentos a farão realizar das suas fraquezas e mudar sem ela própria se aperceber. 

NT: Tem outras obras literárias em construção ou idealizadas? Pretende concretizá-las?
SC:
Conto fazer isso até ao final deste ano!

NT: Vai promover alguma atividade de lançamento da obra? Se sim, já há data definida?
SC:
Adiei a notícia desta minha novidade durante algum tempo, porque queria ter a oportunidade de fazer um lançamento físico, uma festa rodeada de gente! Infelizmente, a situação da pandemia impossibilita tal e não estamos numa altura de fazer planos, por isso, ainda não tenho data definida. Todavia, vamos trabalhar online na promoção do livro num primeiro momento. Também já surgiram algumas propostas para a divulgação que vou aproveitar… ainda sem datas por enquanto.

NT: Como é que o público pode ter acesso à obra?
SC
: Para já, o livro está na loja on-line da minha editora Cordel de Prata! cordeldeprata.pt