Até 22 de junho, o auditório da AEBA, no Edifício Nova Trofa, acolhe espetáculos de associações da Trofa. Iniciativa tem cariz solidário, pois “bilhete” de entrada é um bem alimentar.

O Rancho Folclórico da Trofa teve honras de inauguração do palco do “Ser Trofa”, uma iniciativa da AEBA (Associação Empresarial do Baixo Ave), que começou na terça-feira e prolonga-se até 22 de junho. O público que assistiu ao espetáculo não encheu o auditório da associação, situado no Edifício Nova Trofa, pelo que o presidente Manuel Pontes apelou “à divulgação” para que a população se associe a esta iniciativa que está integrada no projeto de dinamização e requalificação urbana dos Parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro.

“Estes espetáculos merecem mais assistência e estou convicto de que serão participados”, salientou. É que quanto mais adesão houver, mais solidária a iniciativa se torna, já que o “bilhete” de entrada para os espetáculos é um bem alimentar para distribuir por associações de solidariedade do concelho como a APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, ASAS – Associação de Solidariedade e Ação Social de Santo Tirso/Trofa, Conferências de São Vicente de Paulo, delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa e a Santa Casa da Misericórdia da Trofa.

Emília Santos, elemento da Conferência de S. Vicente de Paulo, reiterou a importância dos “donativos” para ajudar os que mais precisam. “Tudo o que vier é bom. Os alimentos são recolhidos e entregues ao Conselho de Zona, que depois divide por todas as conferências. Quanto mais população vier aos espetáculos, mais ajuda”, explicou.

Depois das atuações do Rancho Folclórico da Trofa (11 de junho) e do Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado (12 de junho), seguem-se o grupo de dança Star Kids (13 de junho, quinta-feira), Rancho Folclórico de S. Romão do Coronado (14 de junho) e do Grupo Danças e Cantares de Santiago de Bougado (15 de junho).

As atividades retomam na terça, 18 de junho, com o concerto do grupo Sons e Cantares do Ave, e quarta-feira, com uma Noite de Fados. O Grupo de Tradições Infantis de Cidai atua no dia 20 de junho, e nos dois dias seguintes sobem ao palco a Escola de Violinos da Associação de Pais da Escola do Paranho e a Banda de Música da Trofa, respetivamente.