Apesar de ser destinada à discussão e votação do Plano de Atividades, Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos para o ano 2015, foram os assuntos antes da ordem do dia que marcaram a sessão da Assembleia de Freguesia de Bougado.

Requalificação da Casa Mortuária, protocolo com a Segurança Social e solidariedade social. Estes foram os temas que dominaram a Assembleia de Freguesia de Bougado, que se realizou na noite de 19 de dezembro, no auditório em Santiago de Bougado.
Jerónimo Torres (PS) recordou que “o edifício da Junta de Freguesia está cedido à Segurança Social por um protocolo”, em que os “dez anos” terminaram “em setembro ou outubro”. Nesse sentido, questionou o executivo “se já tomou alguma decisão quando ao protocolo da Segurança Social”. Caso “não haja acordo e não se prontifiquem a pagar uma renda”, o socialista sugere que, enquanto o Centro Cívico não for avante, aproveitar este espaço todo para o centro de dia”. O presidente da Junta referiu que o protocolo “terminou, salvo erro, em setembro”, sendo que a “renovação é automática, se nenhuma das partes não se pronunciar”.

Leia a reportagem completa na edição 503 do NT, já nas bancas.