O Secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, deslocou-se este sábado, dia 18 de Outubro, ao Concelho de Santo Tirso para uma visita de trabalho às obras do CERLAR (Lar da Terceira Idade que está a nascer no Lugar da Ermida, Freguesia de S. Cristina do Couto).secestado À espera da comitiva – da qual faziam parte, para além do presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, o presidente do Instituto da Segurança Social, Eduardo Martinho, o Director do Centro Distrital da Segurança Social do Porto, Luís Cunha, os Vereadores Luís Freitas, Ana Maria e Júlia Godinho, o presidente da Junta de Freguesia de S. Cristina do Couto, Jorge Gomes, os membros da Junta de Freguesia e da Assembleia de Freguesia de S. Cristina do Couto e muitos munícipes – estavam três dos administradores deste empreendimento privado. Depois de uma breve explicação técnica do projecto, seguiu-se uma visita detalhada ao empreendimento.

 

OBRA CONTOU COM OS APOIOS DO GOVERNO E DA CÂMARA MUNICIPAL

No final da visita procedeu-se à assinatura do protocolo que formaliza o apoio financeiro a conceder pelo actual Governo ao empreendimento, num montante de 150 000 euros (representando 10% do investimento global) e que é feito ao abrigo do PAIES – Programa de Apoio ao Investimento em Equipamentos Sociais (programa de incentivo ao investimento privado). Refira-se ainda que esta obra, iniciada há pouco mais de um ano, contou com um importante apoio da Câmara Municipal de Santo Tirso que, inclusive, o considerou “Via Verde” (prioritário), por se tratar de um projecto de interesse público.

NOVO LAR S. ROSENDO ESTARÁ PRONTO EM MARÇO DE 2009

Aquando das intervenções, Fernando Marques – o representante da administração do futuro Lar S. Rosendo – agradeceu o apoio prestado tanto pelo Governo como pela Câmara Municipal e afirmou que o novo Lar “com capacidade para 30 doentes em regime de internamento” não vai servir para “encaixotar pessoas” mas sim para lhes proporcionar “um envelhecimento activo”, esperando que a obra “se conclua no prazo estipulado, ou seja, em Março de 2009”.

Depois de agradecer mais esta visita governamental ao concelho, Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, considerou que, em matéria de apoio social, este empreendimento “embora privado” só pode ser considerado como “de muito interesse para o Concelho de Santo Tirso”.

Aliás, esclareceu, “em Santo Tirso há espaço para todos os serviços, quer sejam privados como públicos” o que importa é que eles funcionem “de forma integrada”, permitindo que “os nossos munícipes” não tenham que “se deslocar para fora do concelho para serem bem atendidos”. E enumerou outros importantes investimentos e serviços para Santo Tirso: a “construção do novo hospital privado de Santo Tirso”; as “novas instalações da Segurança Social na Avenida Sousa Cruz” que teve ainda o condão de funcionar como “âncora” para a futura “Loja do Cidadão de 2ª Geração que abrirá em Maio do próximo ano”; as obras de requalificação do Hospital (público) e do Tribunal.

Por último e, aproveitando a presença do Secretário de Estado da Segurança Social, o autarca não deixou de agradecer os apoios, concedidos no âmbito do PARES (programa de alargamento da rede de equipamentos sociais) para a construção de vários equipamentos sociais do concelho e ainda os protocolos celebrados com a PT, mas com o apoio do IEFP e do Governo na “criação de mais 1200 novos e qualificados postos de trabalho no concelho”.

O Secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, por sua vez, considerou que esta visita de trabalho é, como também já afirmou o Primeiro-Ministro, “uma boa maneira de passar uma manhã de sábado”. Estas visitas de trabalho servem ainda, acrescentou, para “deixar preto no branco” o nosso “apoio e incentivo a estas iniciativas, mesmo que privadas”, já que elas servem não só para “multiplicar os apoios sociais aos mais necessitados” mas também porque ajudam a “criar mais postos de trabalho e, por isso, mais riqueza”.