Select Page

Secretaria de Estado critica Salão Nobre

secretaria2_1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Trofa é o segundo concelho no pais, depois de Braga, a assinalar o protocolo, com o Estado Português, para a criação do Gabinete de apoio aos cidadãos com deficiência. O acordo foi firmado no dia em que se assinalou o 7º Aniversario da criação do concelho da Trofa.

A Secretaria de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idalia Moniz marcou presença nas comemorações do 7º Aniversario da Criação do concelho da Trofa, assinalado com a assinatura de um protocolo de cooperação entre o Estado e autarquia com vista à criação de um Gabinete de apoio ao cidadão com deficiência.

secretria_de_estado.jpgA Secretaria de Estado não poupou críticas ao desrespeito pelos cidadãos deficientes e com limitações chamando à atenção para o local escolhido para a realização da cerimónia: o Salão Nobre da Junta de freguesia de Santiago de Bougado. A Secretária de Estado criticou o facto de “a obra ter sido inaugurada em 2005, a poucos dias das eleições e não possibilitar que cidadãos com reduzida mobilidade possam ter acesso ao palco, não podendo sequer mover-se dentro da sala. Recorde-se que em 1997 foi promulgado o Decreto-lei 123/97 que previa que todos os edifícios tivessem acessos para pessoas com mobilidade reduzida o que ainda não foi feito por muitas instituições públicas”, frisou. Idalia Miniz questionou “quanto custaria num edifício de raiz como este criar condições para que os cidadãos com deficiência pudessem mover-se com autonomia naquele espaço” acrescentando que “seria bom que neste como em outros tantos edifícios por este pais fora se pensasse um pouco mais nestas pessoas e se respeitasse a Lei” apelando assim à consciência de todos enquanto cidadãos.

Ultrapassado o incidente, a Secretaria de Estado e o Presidente da Câmara Municipal Bernardino Vasconcelos assinaram o protocolo de cooperação que vai permitir a criação de um serviço de informação às pessoas com deficiência dotado de acesso à Internet e onde estará um técnico permanentemente para apoiar os cidadãos com necessidades especiais.

“A assinatura deste protocolo no dia de aniversário do município da Trofa representa para mim um sinal muito claro que no nosso país, a par das necessidades que temos, de dotar os nossos territórios com algumas infra-estruturas que ainda nos vão faltando, começámos a ter uma consciência social sobre o modo de vida de todos nós. Este protocolo vem estabelecer uma parceria com a Câmara Municipal de forma a centralizar toda a informação que pode trazer melhorias à qualidade de vida às pessoas com deficiências, todos os acessos que podem ter, assim como os serviços e benefícios que têm do Estado, em matéria de protecção. Centralizando isto tudo na Câmara vamos fazer com que o próprio município e o conselho municipal que é criado também sirva de mediação. Para todos os munícipes, mas especialmente para as pessoas com deficiências e mobilidade reduzida”.

Bernardino Vasconcelos fez, em dia de aniversário uma retrospectiva das obras feitas durante o seu anterior mandato e voltou a eleger “as pessoas” como a sua principal preocupação. “ Hoje como há sete anos os trofenses continuam a dizer presente no desenvolvimento da sua terra e nós continuaremos a zelar pelo aumento da qualidade de vida das populações” agradecendo ainda à Secretaria de Estado a sua presença na Trofa para a implementação “de mais uma valência de apoio aos cidadãos” acrescentando ainda que “se fez mais em sete anos do que nas ultimas duas décadas”, numa clara alusão ao período em que as oito freguesias que hoje compõem o concelho da Trofa pertenciam ainda a Santo Tirso.

Na cerimónia foi ainda criado o Conselho Municipal do deficiente composto por representantes de varias instituições do conselho, assim como de duas pessoas com necessidades especiais: Carlos Queirós e Isabel Moura.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização