quant
Fique ligado

Edição 436

São Mamede ConVida promove freguesia mamedense

Publicado

em

 

De 28 de agosto a um de setembro, o Largo do Divino Espírito Santo, em S. Mamede do Coronado, acolhe a terceira edição do São Mamede ConVida. No último ano em que a Junta de Freguesia organiza o certame, será prestada uma homenagem a personalidades da freguesia.

 

Vinte e quatro stands de artesanato e coletividades, três restaurantes e cinco stands dedicados à doçaria compõem mais um certame, denominado São Mamede ConVida. Ao longo dos cinco dias, em vez dos habituais quatro, a gastronomia, artesanato, coletividades e artistas locais vão estar em destaque, com o intuito de “promover” o que há na freguesia de S. Mamede do Coronado.

Nos dias 28 e 29 de setembro, a animação vai estar a cargo de Marta Lopez e Pedro Carvalho, que vão atuar pelas 22 horas. Já no dia 30 de agosto, a noite é dedicado aos fados com os espetáculos de vários artistas que vão estar acompanhados por André Teixeira, na viola, e Miguel Amaral, na guitarra. No dia seguinte, a tarde e dedicada aos jogos tradicionais , pelas associações de pais da EB1/JI de Feira Nova e Vila, e a noite ao folclore, com o primeiro festival do Rancho Folclórico do Divino Espírito Santo. O último dia do certame fica marcado pela homenagem que a Junta de Freguesia vai fazer a “algumas entidades e personalidades” de S. Mamede do Coronado, que “de uma forma ou outra contribuíram para a freguesia nas diversas áreas”. “Em jeito de despedida da freguesia de S. Mamede do Coronado, a Junta vai proporcionar uma justa homenagem muito simples, que pretende reconhecer o trabalho, esforço e a dedicação que tiveram na divulgação, promoção e no trabalho em prol da nossa comunidade e freguesia”, denotou José Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado.

Ao longo das edições, a iniciativa tem sido “um crescente”, estando a ser “bem preparada e consolidada”. Com um orçamento a rondar “entre os 3500 a quatro mil euros”, esta edição, garante, “vai ser ainda melhor que as anteriores”, pois além do “fator de despedida”, a organização corrigiu “algumas falhas das edição anteriores” e “conjuntamente com esta iniciativa” decorre, no dia um de setembro, a festa de uma rádio local, que espera que “o público acorre em massa, não só das freguesias vizinhas”, como também de “outros concelhos”. “Os pontos altos são sem dúvida a sexta-feira e o fim de semana”, referiu.

Com a união da freguesia a S. Romão do Coronado, José Ferreira acredita que este certame tem “todas as condições para crescer e evoluir” em conjunto com a freguesia romanense, criando uma iniciativa “ainda maior e com mais dinâmica e outro impacto” que as anteriores edições. “O São Mamede ConVida tem condições para crescer e acho que seria uma pena se isso não acontecesse”, concluiu.

O presidente aproveitou ainda para deixar um convite a “toda a população” de S. Mamede do Coronado, para participar na última edição deste certame enquanto de S. Mamede do Coronado. “Convido toda a população a estar presente, a divertir-se connosco, a provar nossa gastronomia, apreciar o nosso artesanato e conviver com os nossos artesãos e artistas da freguesia, que vão ter o seu lugar de destaque durante os dias da iniciativa”, convidou.

Publicidade

 

Rancho Divino Espírito Santo organiza festival de folclore

Incluído neste certame está a organização do primeiro festival de folclore, pelo Rancho Folclórico Divino Espírito Santo.

A iniciativa, que decorre pelas 21 horas do dia 31 de agosto, vai contar, além do grupo organizador, com a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Santo António das Areias (Marvão), Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha (Vila do Conde), Rancho Folclórico Paço dos Negros (Almeirim), Rancho Barqueiros do Douro – Mesão Frio (Vila Real), Rancho Danças Cantares Marinhas (Esposende), Rancho Folclórico Meirinhas (Pombal) e Rancho de Bairro (Famalicão).  

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 436

Cerca de 1200 seniores trofenses rumam a Amarante

Publicado

em

Por

 

Depois de Espinho, Baião e a cidade berço, Guimarães, a cidade de Amarante foi o local escolhido para a edição 2013 do Passeio Anual Sénior, que se realiza no dia 7 de setembro.

“Cerca de 1200 seniores” inscreveram-se nesta iniciativa, que pretende promover “um dia em convívio, confraternização, procurando aproximar todos os que vivem na Trofa, criando laços entre os munícipes, ao mesmo tempo que quebra o isolamento em que muitos se encontram no seu dia a dia”.

Assim, pelas oito horas, os seniores rumam ao ao norte do país, onde vão passar um dia em convívio, que tem regresso previsto pelas 17.30 horas. Depois de uma receção ao executivo municipal da Trofa e de Amarante, segue-se a Missa Campal, pelas 11.30 horas, e um almoço convívio entre todos os seniores. “A tarde promete muita animação e passeios pela cidade”, avança fonte da autarquia.

É desta forma que Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, “continua a sua aposta nas políticas sociais, desenvolvendo atividades direcionadas para os mais idosos do concelho de forma a diminuir o seu isolamento, fomentando o intercâmbio entre os trofenses das oito freguesias, procurando simultaneamente, um aumento da qualidade de vida dos mais idosos do concelho”.

Continuar a ler...

Edição 436

Veículos Antigos e Clássicos no Clube SlotCar da Trofa

Publicado

em

Por

O Clube SlotCar da Trofa iniciou este mês a promoção da sua quarta modalidade, os Veículos Antigos e Clássicos, que se junta ao SlotCar, Bilhar e Videojogos.

O Noticias da Trofa entrevistou André Coroa, Vice Presidente do Clube SlotCar, e impulsionador da nova modalidade.

NT – Quais as principais motivações para o lançamento desta nova modalidade no Clube SlotCar?

AC – Em primeiro lugar, a vontade da atual direção em dinamizar e potenciar o Clube, dotando-o de diferentes polos de interesse para os trofenses, em perfeita harmonia com as modalidades já existentes e indo de encontro à vontade de um vasto grupo de associados. 

Paralelamente, foi consequência da evolução da identidade do Clube uma vez que a modalidade que há 10 anos atrás levou à criação da Associação foi o SlotCar (competições de carros à escala 1/32 em pistas elétricas), é com naturalidade e satisfação que abraçamos este projeto que integra agora viaturas à escala real. 

O concelho da Trofa tem muitos amantes de veículos históricos, cujas réplicas assumem interesse nacional e até mesmo mundial, pelo que gostaríamos de desafiá-los a sair das suas garagens e a participarem nas nossas atividades. 

Por último, pretende-se mobilizar e atrair os mais jovens (até porque o Clube tem na sua génese um enfoque na juventude), incentivando-os a participarem nas nossas atividades com as suas viaturas clássicas e antigas, proporcionando-lhes condições para também darem azo às suas paixões.

Publicidade

 

NT – Existem algumas associações na região que têm como principal missão promover os automóveis. O que espera o Clube Slocar da Trofa fazer de novo ou de diferente?

AC –  O objetivo desta associação não é competir com as demais mas sim possibilitar que os amantes desta modalidade possam partilhar a sua paixão com outras pessoas. Sabemos que esta modalidade tem uma forte vertente emocional pois, muitas vezes, para uns, as viaturas estão associadas a momentos vívidos em família e constituem por isso uma forte ligação ao passado; para outros, os esforços em horas de trabalho despendido para a sua aquisição, para uso pessoal ou profissional, e por isso o respeito que sentem pelo tempo da sua vida que lhes dedicaram; ou ainda aqueles que gostam de sentir a forma como no passado o homem foi desenvolvendo formas de encurtar distâncias ou simplesmente desfrutar do prazer da velocidade. Cada viatura conta uma história e são essas histórias que queremos partilhar com os trofenses.

NT – Com que apoios o Clube conta para fazer face ao seu crescimento, já que crescimento implica forçosamente mais custos?

AC – Além de alguns parceiros que estão sempre presentes e permitem que o Clube não tenha qualquer passivo, são os nossos associados o nosso melhor apoio. O sucesso das nossas iniciativas demonstra a importânicia e o interesse que a coletividade tem para a Trofa e para os trofenses.

Exemplo disso foi o passado mês de julho, no qual durante 15 dias decorreram várias atividades no Salão Polivalente dos Bombeiros Voluntários da Trofa. Os videojogos, com a realização de uma Lan-Party, e o Slotcar, com a 6ª Edição das 24 Horas da Trofa, com um número superior a  200 participantes e 500 visitantes. 

Acreditamos que, no futuro, será devidamente reconhecida a importância que o Clube tem e representa, pois ele está virado para as pessoas e elas reciprocamente encarregar-se-ão de o apoiar.

Publicidade

 

NT – De que forma o Clube Slocar da Trofa espera cativar os trofenses, e não só, a fazerem parte deste grupo?

AC – Sem dúvida, a palavra chave é “organização”. Um Clube que, com uma modalidade simples como é o SlotCar que se alicerça num “brinquedo” se consegue destacar em Portugal (ajudando inclusive a que a modalidade vingue no país onde já tem mais de 2.000 praticantes e que, simultaneamente, fez um percurso com mais de 20 internacionalizações, tendo já por várias vezes estado a representar a Trofa em Espanha, em Itália, na Alemanha, Bélgica, Inglaterra, etc.) merece toda a credibilidade. 

Depois, sem medo, arriscou em competir no bilhar federado, onde já defrontou equipas como o Sporting Clube de Braga, o Benfica, o Sporting, entre outros grandes de Portugal, sendo já uma referência de índole local e sempre em defesa da Trofa. Também nunca deixou de lado o seu cariz juvenil e, por isso, criou em 2011 a secção de videojogos, para os mais jovens, em resposta aos interesses das pessoas e dos seus associados.

A localização da sede é outra prova do brio do Clube… Sediada no centro da cidade, próxima da grande concentração de habitantes do concelho, o clube está à disposição de todos, permitindo inclusive interação entre pessoas com diferentes interesses pessoais. Não será estranho para mim que, um amante dos Veículos Antigos pretenda conhecer a modalidade de Slotcar e até mesmo experimentar/acompanhar o seu filho numa “noitada” de videojogos, ou ainda, jogar uma partida de bilhar com um amigo.

NT – Quais são os passos que o Clube tem dado e pensa dar para fomentar o interesse por esta modalidade?

AC – Após a aprovação em Assembleia geral, no final do ano passado, da constituição desta nova secção, seguiu-se todo o processo logístico, que consistiu na criação de um grupo de trabalho que está a articular todo o processo. Já aderimos a uma apólice de grupo que é sempre uma mais-valia para aligeirar custos do seguro automóvel e que já está disponível, com condições especiais, para todos os associados existentes e aqueles que tenham interesse em associar-se. Posteriormente foi produzido um vídeo promocional para divulgar nas redes sociais e outros meios e esperamos, por isso, uma forte adesão dos trofenses para que, ainda antes do final do ano, possamos levar a cabo a nossa primeira concentração, cuja data será oportunamente divulgada.

Publicidade

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também