Festas no Muro atraíram centenas de pessoas para celebrar S. Pantaleão e S. Cristóvão. Comissão de Festas assegura comemorações do próximo ano.

S. Cristóvão e S. Pantaleão foram celebrados no Muro entre 25 e 31 de julho. Os dias grandes das festas aconteceram no fim de semana de 30 e 31 de julho. Depois de os Zés Pereiras “Os Divertidos de Delães” terem percorrido toda a freguesia, os fiéis participaram na missa vespertina, na Capela de S. Pantaleão, seguindo-se as atuações da banda “Os Boings” e da cantora Nikita. Antes de o grupo musical continuar a sua atuação os foliões assistiram a uma sessão de fogo de artifício e de jardim.

Domingo começou com duas celebrações eucarísticas e com a entrada da Banda Musical S. Pedro da Cova. A procissão em honra de S. Pantaleão foi outro dos pontos altos das festividades.

A Comissão de Festas estava satisfeita com a forma como as mesmas decorreram: “Correram muito bem e os dias de romaria foram ótimos”, garantiu Raul Soares, um dos oito elementos que compõem o grupo responsável pela organização das festas. O único ponto negativo a referir foi “uma pequena confusão no trânsito, mas que foi resolvida”.

José Torres também ingressa a comissão e elege como “o mais difícil” o facto de terem de “fazer a festa para os outros”. “As pessoas reúnem a família naquele dia e nós acabamos por não poder estar presentes, porque temos de fazer a festa para os outros. Certas pessoas merecem tudo e que nós deixemos as nossas casas para fazer as festas, mas outros há que nós vamos às suas casas e escondem-se atrás da cortina para não nos receberem”, explicou.

Raul Soares não esquece as comissões que organizaram as festas no passado: “É de louvar todas as comissões, por conseguirem pôr sempre a festa em andamento. Vamos tentar que não acabe, mas que seja outra comissão a organizar os festejos”.

Ao longo de um ano de trabalho, esta comissão “aprendeu muito sobre a forma como se faz o planeamento da festa”. No próximo ano, já se comprometeram a realizar a romaria, mas Gil Oliveira, outro dos elementos da comissão, apela para que depois disso “as pessoas que não querem que a festa acabe devem aparecer para renovar a comissão”.

Para além de organizarem as festas, os elementos da comissão ainda conseguiram fazer algumas obras de conservação na Capela de S. Pantaleão, como pintar o interior e o exterior e colocar mármore na entrada da sacristia.

Em altura de balanço sobre a forma como correram as festas, a comissão não quis deixar de “agradecer a todos quantos ajudaram, incluindo a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia do Muro”, com uma referência especial “às pessoas de Alvarelhos, dos lugares de S. Roque e do Ribeiro, que mesmo não sendo da freguesia contribuíram para as festas”.

{fcomment}