Comissão de Festas fez “balanço positivo” das festas em honra de S. Cristóvão, que se realizaram na quarta-feira, e de S. Pantaleão, durante o fim de semana.

Foram muitos os devotos que rumaram, durante o fim de semana, à capela de S. Pantaleão, no Muro, para visitar o santo padroeiro dos médicos e invocado contra a tuberculose. Quase dois milénios depois da sua passagem pelo mundo, o santo ainda inspira respeito, admiração e culto por parte dos devotos. Segundo Carlos Martins, presidente da Junta de Freguesia do Muro, estas festividades já são “uma tradição muito antiga”, sendo que, a freguesia murense, é das “poucas em Portugal que mantém o culto ativo ao S. Pantaleão”.

Antigamente, a festa em honra de S. Pantaleão realizava-se a 10 de agosto, mas, atualmente é celebrada no dia 27 de julho, como comprova a exposição do santo padroeiro, no Museu Soares dos Reis, no ano de 2004. Caso a data não coincida com um domingo, as festas celebram no fim de semana seguinte, como foi o caso deste ano.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF

{fcomment}