Seguindo a lenda de S. Martinho, que dividiu a sua capa com um homem com frio, elementos do Rotary Club da Trofa foram até Valdeirigo para “repartir a alegria, a boa disposição, as castanhas doces e a jerupiga” com os utentes do centro comunitário da ASAS.

Na tarde de 23 de novembro, não faltou “calor humano” nas instalações da instituição, assim como música tradicional, a cargo do conjunto 363.
Luís Filipe Moreira, presidente do Rotary Club da Trofa, quer marcar o mandato indo “ao encontro das pessoas e instituições”. “Às vezes não é preciso muito dinheiro para transformar vidas, valendo apenas a vontade e o respeito e disso nós não nos queixamos.

O Rotary Club da Trofa é feito de profissionais, líderes nas suas várias áreas de atividade, que dão de mais de si a pensar em quem mais necessita no concelho trofense. Esta foi uma tarde bem agradável e que nos encheu de prazer”, concluiu.