A cor, o sabor e o cheiro foram os atributos avaliados nas quinze receitas de rabanadas que estiveram a concurso, este domingo, no Parque Nossa Senhora das Dores. O concurso das Rabanadas organizada pela AEBA atraiu, este ano, mais participantes e apreciadores deste doce de Natal.

Algumas das melhores rabanadas que se fazem no concelho da Trofa foram provadas pelo júri do concurso das Rabanadas, iniciativa organizada pela AEBA – Associação Empresarial do Baixo Ave.

Mas a escolha segundo alguns elementos do júri não foi fácil. Para Manuel Pontes, presidente da AEBA os sabores a mel, a vinho do Porto e a laranja, mereceram especial destaque, pela originalidade, no entanto, “não foi tarefa fácil”.

Esta iniciativa, desenvolvida em parceria com a autarquia trofense “começou o ano passado e temos com isto dado uma colaboração e ajudado a dinamizar o comércio local”, explicou Manuel Pontes.

Também Bernardino Vasconcelos estava satisfeito com a iniciativa porque segundo o presidente da autarquia “o Natal é na Trofa, eu acho que nós somos um povo com capacidade de sofrimento, com espirito fraterno e com sentimento de partilha e o Natal não pode ser noutro lado”. Assim, “na tradição das festas das rabanadas, cada um mostra os seus dotes de culinária”, acrescentou.

Os especialistas em cozinha também tiveram dificuldades a ajuizar as receitas, pois segundo Elísio Bernardes, professor da Escola de Hotelaria e Turismo “todas elas têm um nível de qualidade muito bom, o que torna a escolha um pouco difícil”.

Já o chefe Hélio Loureiro confirmou que “é sempre muito difícil julgar aquilo que é bom. Hoje foram apresentadas rabanadas deliciosas que têm muito a ver com a tradição e a tradição é aquilo que devemos manter”.

O Chefe deixou ainda as sugestões mais originais de receitas de rabanadas para este Natal: “houve três que se sobressaíram bastantes, uma que tinha um aroma muito intenso a laranja e que era muito agradável, com um toque de canela e limão, onde se via que tinha mais requinte, em termos de aroma e textura. Depois tínhamos umas feitas em bola, em vez de ser rabanada tradicional em fatia, que estavam muito bem ensopadas na calda e estavam muito equilibradas no ponto de açúcar e uma outra também muito agradável que tinha um toque de vinho do Porto e de limão e de pinhões e uvas passas o que lhe dava uma subtileza e elegância muito agradável”.

Os primeiros prémios desta segunda edição da iniciativa foram para o Restaurante Flôr do Ave, em primeiro lugar, a APPACDM da Trofa, em segundo e com a medalha de bronze ficou o Restaurante O Cantinho da Feira.

{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/rotarabanadas.flv{/flvremote}