Renato Sampaio apresentou este sábado na Trofa a sua recandidatura à Federação Distrital do Porto do Partido Socialista. “Criar um partido mais forte, mais unido e com ambição para vencer”, são os objectivos principais de Sampaio.

Ambição para vencer é o mote da recandidatura de Renato Sampaio à Federação Distrital do Porto do Partido Socialista.

Renato Sampaio diz ter como compromissos “pugnar pela união de todo o distrito e construir um só Porto”, modernizar o tecido empresarial, lutar por um referendo sobre a regionalização, “fazer regressão o PS às vitórias” e “criar um partido mais forte, mais unido e com ambição para vencer”.

“A nossa moção é ambição para vencer e esse é a ambição que nós temos. A ambição de não só o Partido Socialista vencer eleitoralmente, mas também a ambição do distrito do Porto a vencer no plano nacional. Vencer não só no plano eleitoral, mas também no plano económico e social”, acrescentou.

Satisfeito com o apoio de todos os socialistas, Renato Sampaio frisou o empenho da Juventude. “Eu estou muito satisfeito com o apoio dos militantes socialistas da Trofa, com a presidente da concelhia, Joana Lima e com todos os camaradas que me apoiaram há dois anos e continuam a apoiar hoje e com a JS (Juventude Socialista) em particular”, afirmou.

Os “projectos inovadores e ideias para o distrito” da recandidatura de Renato Sampaio envolvem todos os militantes, “mas sobretudo os jovens”. “A JS é o futuro do PS. E mais de 35 por cento do meu secretariado têm menos de 35 anos, por isso, eu tenho apostado nos jovens e quero apostar muito nos jovens”. Isto porque, para além fazer com que o PS tenha uma forte implantação autárquica, Sampaio tem como objectivo “conseguir deixar um quadro jovem no partido socialista capaz de prosseguir esta caminhada”, frisou.

Para além dos membros da Juventude Socialista, no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado muitos foram os militantes socialistas que apoiaram esta recandidatura e as suas ideias para o distrito do Porto.

Joana Lima, presidente da concelhia socialista também esteve presente e apesar de há dois anos não ter apoiado a candidatura de Sampaio, embarca agora nesta “ambição para vencer”. “O meu apoio ao Renato Sampaio é inequívoco e a minha decisão tem a ver principalmente com o seu trabalho desenvolvido durante dois anos. Ele fez um trabalho profícuo e nunca abandonou a Trofa, fez um trabalho a nível distrital que conseguiu investimentos públicos para o distrito do Porto como nunca tinham sido conseguidos”, confirmou.

Neste sentido Joana Lima diz partilhar das ambições de Renato Sampaio, porque segundo a presidente da concelhia “o partido precisa de estar unido em torno de uma candidatura credível, trabalhadora, dinâmica e ambiciosa”.

Para conferir ficam agora os resultados das eleições internas que opõem Renato Sampaio a Pedro Baptista, a 25 de Outubro.