vilacha-sromao

 A jornada que marca o regresso de José Monteiro ao comando dos romanenses ficou marcada por uma derrota frente ao Vila Chã, por uma bola a zero. O novo técnico referiu que esta derrota foi resultado de uma “ambição desmedida mas com os bons elementos que temos os bons resultados acabarão por surgir”. 

Uma tarde chuvosa serviu como pano de fundo ao confronto entre o Vila Chã e o S.Romão, onde uma cara bem conhecida dos romanenses voltou a usar a braçadeira de treinador, José Monteiro.

A primeira parte foi tranquila, com as duas formações a mobilizarem o ataque em direcção as redes adversárias, mas sem finalizações bem sucedidas.

Do lado do S.Romão registaram-se duas bolas aos ferros, por Filipe e Ricardo, mas as ameaças não se concretizaram e a primeira parte acabou com empate a zeros.

Os forasteiros fizeram uma boa reentrada após intervalo, quando no primeiro minuto levaram o perigo às redes de Piloto, num remate de Flávio com recarga de Filipe, mas que o guardião da casa desviou com sucesso.

O Vila Chã ia trabalhando no sentido de avançar o seu onze em direcção às redes de Hugo, que ao longo do jogo conseguiu “aliviar” por várias vezes as suas redes.

Aos setenta e dois minutos os adeptos da casa ficam a reclamar a Pedro Gouveia a marcação de penalty, por uma bola que Patrício interceptou com a mão, dentro da sua área.

Segundos depois surgiu o primeiro e único golo da partida, num remate por Bruno, que bateu no poste, entrando de seguida.