quant
Fique ligado

Edição 618

Recriados os últimos passos de Jesus Cristo

Publicado

em

O Monte de S. Gens recuou no tempo para se reviver os últimos momentos da vida de Jesus Cristo.

A encenação começou com a última ceia de Jesus Cristo com os apóstolos e levou os cristãos presentes a percorrer os seus últimos passos até ao momento em que foi sepultado. A via-sacra ao vivo foi promovida pelo Grupo de Jovens de Santiago de Bougado, no domingo, 9 de abril.
Tânia Quintas, elemento do Grupo de Jovens, afirmou que as personagens sentiram “uma força inexplicável” durante a via-sacra, que, na sua opinião, “correu muito bem”. “Eu faço de Maria e quando estou com Cristo sinto uma sensação inexplicável. Acho que desta vez, se calhar mais do que na outra, conseguimos transmitir isso ao público e, com o texto final, provar que a Páscoa não é só esta semana ou estes dias, mas uma caminhada que fazemos em toda a nossa vida e que Jesus sempre nos acompanha”, referiu.
Este ano verificou-se uma maior adesão do público presente, o que Tânia Quintas justifica com “uma maior divulgação” pelas redes sociais e também com “parcerias com os outros grupos de jovens de Alvarelhos e S. Martinho de Bougado”.
Já pelo terceiro ano consecutivo, Tiago Ferreira interpretou o papel de Jesus Cristo. Mas, assegurou, em “todas as vezes foram diferentes, porque ao longo dos anos têm melhorado, tem tido mais personagens e mais envolvência”. “Depois de passar três a quatro estações, começa a ser fácil, porque não é uma representação. Os sentimentos começam a sair e a sentir-se à flor da pele. Toda a envolvência e o cansaço ajuda, o resto é deixar sentir e levar até ao fim”, advogou. Para Tiago Ferreira, “o momento mais marcante” é quando lhe vestem as vestes, por ser “o momento que param e onde já está a preparar psicologicamente a próxima cena”. “Estou a pensar em tudo ao mesmo tempo e já não estou a pensar em nada. Ou seja, é deixar-me levar, tentar fazer o melhor e deixar sentir”, assegurou.
Com esta via-sacra ao vivo, Tiago não tem dúvidas que a sua “fé, a dos seus colegas e das pessoas que assistem sai restabelecida e reafirmada, porque é um momento diferente, onde todas as pessoas estão envolvidas” e são “‘obrigadas’ a sentir e a ver o caminho de Jesus”.
Bruno Ferreira, pároco de Santiago de Bougado, declarou ainda que “procuram, com o esforço dos jovens, levar as pessoas a rezarem com eles, através de toda a atividade cénica que fazem nesta via-sacra”. O pároco crê que a sua realização na “Semana Santa faz todo o sentido e ajuda as pessoas a entrar ainda mais neste mistério que vão celebrar”. “Cada ano é sempre uma experiência diferente, porque (os jovens) também vão crescendo em sabedoria e graça. Creio que mexe com eles e ninguém imagina o trabalho que está por trás”, mencionou, mostrando estar “muito grato pelo testemunho deles” e, por isso, apela para que “nunca desanimem e que as várias ocupações da vida nunca os façam dispersar deste momento de também pôr em prática a sua fé”.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 618

Pombo de Team Trofa vence primeira prova de fundo

Publicado

em

Por

Foi em Motilla del Palancar, Espanha, que se realizou a solta para a primeira prova de fundo da temporada deste ano da columbofilia trofense. Os pombos partiram em direção à Trofa a cerca de 600 quilómetros de distância, sendo que o primeiro demorou seis horas, 53 minutos e 17 segundos a chegar ao pombal. Identificado com o número ****337/14, o vencedor pertence à equipa Team Trofa, da Sociedade Columbófila Trofense, tendo voado a uma velocidade média de 86,82 quilómetros por hora (1447 metros por minuto). Além de vencer internamente, o pombo também se destacou a nível concelhio, uma vez que a prova também pontuava para o Campeonato Concelhio.

 

Reportagem para ler na íntegra na edição 618 do jornal O Notícias da Trofa

Continuar a ler...

Edição 618

5 jovens, 2 projetos, 1 missão

Publicado

em

Por

Cinco jovens trofenses preparam-se para uma missão de voluntariado em duas comunidades de Moçambique.

No mês de agosto, cinco jovens trofenses, integrados no voluntariado dos Missionários da Consolata de Águas Santas, vão partir em missão num grupo de 14 elementos da zona norte de Portugal. A missão de Moçambique está repartida em dois projetos: um em Massangulo, zona noroeste, e outro em Nova Mambone, zona sudeste. Apesar de distintas uma da outra, estas duas comunidades, ainda pouco desenvolvidas, vivem com elevadas carências educacionais.

 

Reportagem para ler na íntegra na edição 618 do jornal O Notícias da Trofa

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também