A chuva não impediu que “12 voluntários” pusessem mãos à obra e concluíssem o charco, que tinham iniciado em junho, na Quinta da Sardoeira, em Covelas.

Na manhã de sábado, 28 de setembro, ao fim de “três horas e meia”, o “charco estava concluído e a tela impermeável revestida com pedras e areia”, tendo sido criados “alguns abrigos” para os futuros “inquilinos” do charco. Duas espécies de plantas, Alisma (Alisma plantago-aquatica) e Hortelã-de-água (Mentha aquática), foram também plantadas no charco.

Leia a reportagem completa na edição do jornal O Notícias da Trofa, disponível num quiosque perto de si ou por PDF.