As tradicionais festas em honra de Santa Eulália saíram à rua no fim de semana, trazendo consigo muita música, cor e alegria. Rui Bandeira foi cabeça de cartaz, enchendo o recinto de visitantes na noite de sábado.

Ano após ano, no mês de agosto, S. Romão do Coronado recebe as tradicionais festas religiosas, que animam as noites da freguesia. As celebrações começam a ser planeadas vários meses antes, com um grande trabalho da Comissão de Festas na organização de atividades que permitissem angariar fundos para a sua concretização.

“Não é fácil fazer festas em tempos de crise e esta Comissão estava preparada para esta conjuntura, por isso, desde cedo, começámos a realizar atividades que nos permitissem angariar dinheiro. Além dos habituais peditórios e contribuições de patrocinadores, fizemos o tradicional sorteio de Natal, as janeiras, a gincana a cvalo, o desfile de Carnaval e o concurso de karaoke. Este ano inovámos com passeios, sendo o primeiro a Águeda. Depois pensámos em modificar o habitual Sarrabulho e fomos a Ponte de Lima, com cerca de 500 pessoas, rumando mais tarde a Vila Praia de Âncora com o mesmo número de participantes”, referiu Vítor Martins, elemento da Comissão.

O pontapé de saída para as festas de Santa Eulália aconteceu com a atuação do grupo de hip hop da Associação Recreativa e Desportiva do Coronado, os LOL Dance, seguindo-se o Festival Folclórico, com a participação dos ranchos de S. Romão do Coronado, de Alvarelhos e o Regional de São Salvador de Folgosa.

A alvorada de sábado foi feita ao som dos Zés Pereiras, a percorrerem as ruas da freguesia. A noite esteve reservada para o cantor Rui Bandeira, cabeça de cartaz deste certame.

Domingo foi um dia dedicado ao sagrado, com atuação matinal da Banda Filarmónica Boa Vontade Lovarense, de Coimbra, e a Missa Solene em homenagem a Santa Eulália. A Fanfarra Boinas Verdes de Valongo animou a tarde, que ficaria marcada pela saída às ruas os 18 andores, na tradicional procissão. As concertinas de Vítor Rodrigues marcaram a animação noturna do terceiro dia de festa.

Para o último dia, segunda-feira, estava reservada a atuação dos finalistas do concurso de karaoke e do grupo Maxishow.

Apesar de existirem várias festas no concelho, a Comissão de Festas não sentiu uma menor adesão de visitantes: “Pelo contrário, tivemos um bom cartaz e temos algo que delicia os visitantes, o fogo de jardim que, sem dúvida, é uma atração que prende a atenção dos visitantes até ao final da noite”.

Vítor Martins, à frente da Comissão de Festas de Santa Eulália desde 1999, aproveitou para deixar “um importante agradecimento à Câmara Municipal da Trofa e Junta da Freguesia, que tem ajudado dentro das possibilidades”, não “apenas em dinheiro”, mas “também noutras contribuições”, como por exemplo “a limpeza que os funcionários da Junta de Freguesia fazem diariamente, para manterem o recinto em boas condições”. “Agradecemos também aos nossos patrocinadores, famílias dos membros da Comissão e todos que, de uma forma ou outra, contribuíram para o sucesso desta festa”, rematou.

{fcomment}