Os arraiais, as romarias, o artesanato, os usos e os costumes serviram de cenário para o “Arraial da Torre” que, no passado dia 4 de Julho, assinalou o encerramento do ano lectivo na Torre dos Pequeninos.

 Concebido e organizado de forma a constituir o corolário do projecto anual “O Saber do Povo – Folclore”, mas também adequado ao modo de estar e de viver os momentos de festa desta comunidade educativa, esta foi uma iniciativa conjunta da Direcção do estabelecimento e da respectiva Comissão de Pais.

O local da festa “vestiu-se” de tradições, de cor e alegria, em que as senhoras encarnaram o espírito através do uso dos típicos lenços de Viana do Castelo e os senhores usaram os chapéus de palha. A presença de artesãos, escultores de madeira e pedra, bordadeiras, rendilheiras e pintora de telhas e jarros contribuiu para tornar autêntico o ambiente deste arraial, demonstrando e expondo obras de cada arte realizadas ao vivo.

Dois musicais superiormente encenados pelo Professor Rui Costa e pelas coreógrafas Dejanira Abreu e Ana Sofia Albuquerque e com a participação de todos os alunos do Jardim de Infância e 1º Ciclo entusiasmaram todos os presentes. Não faltou a marcha, a banda, os manjericos, as sardinhas e as vendedoras, ao som de músicas do reportório tradicional.

No final, “A Torre dos Pequeninos” viu dançar o Rancho das Lavradeiras da Trofa que maravilhou toda a comunidade educativa, com a participação surpresa dos pais dos alunos do 4º ano, os primeiros finalistas do 1º Ciclo da escola.

Em nota enviada à imprensa, a instituição refere que “esta iniciativa marcante revelou, uma vez mais, o empenho de todos os que pertencem à Torre dos Pequeninos, sendo eles os alunos, os pais, os irmãos, os directores, as educadoras e professoras, as auxiliares, o professor de Música, de Inglês e de Expressão Físico-Motora, a Terapeuta da Fala, a Psicóloga e todos os que, de forma directa ou indirecta, contribuem para o crescimento e sucesso desta prestigiada instituição de ensino particular”.