No dia em que a Trofa é o ponto de partida da 3ª etapa da Volta a Portugal, a RTP também transmite em direto o programa Verão Total no concelho, a partir das 11 horas, no Souto da Lagoa, em Santiago de Bougado. Carlos Malato e Isabel Angelino são os apresentadores de serviço do programa que vai exaltar a gastronomia, os pontos turísticos, o artesanato, os grupos musicais, o património natural, o desporto e o associativismo trofenses.

Para que seja possível a realização do programa, a Câmara Municipal da Trofa informa que a Avenida D. Diogo Mourato estará encerrada ao trânsito. Já as ruas Abade Cruz, Blandina Sampaio, Gil, Dr. Avelino Padrão e a Rua da Corredoura estarão encerradas ao trânsito parcialmente, ou seja, até ao cruzamento que as liga à Avenida D. Diogo Mourato. O condicionamento decorre entre as oito e as 15 horas de sábado.

Este ano, a Volta vai passar “em várias freguesias do concelho”, o que, segundo Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, demonstra a “importância que colocámos na promoção do concelho como um todo”. Para Joana Lima, a Volta a Portugal, considerada “um dos maiores eventos desportivos do País”, é um “fenómeno ímpar de popularidade”, pelo que a aposta do município em trazê-la revestiu-se de “uma componente marcadamente estratégica”, uma vez que é importante para “a economia e turismo do concelho”. “Mediante um reduzido valor de investimento conseguimos projetar o nosso concelho, não só em Portugal mas em todo o mundo. Vejam-se as inúmeras reportagens televisivas, mas também do programa Verão Total, no decurso do qual teremos a possibilidade de dar a conhecer algumas das facetas do concelho: da música à gastronomia, passando por projetos pioneiros como o Orçamento Participativo Jovem até às sugestões de lazer e cultura”, asseverou, frisando que, uma vez mais, “a Trofa entra no roteiro de verão dos portugueses”.

Se havia dúvidas em relação à potencialidade da associação do município da Trofa à Volta a Portugal, para Joana Lima essas já deviam estar dissipadas, devido “ao enorme sucesso” do início da etapa do ano passado, que contou com “milhares de pessoas, que afluíram ao nosso concelho e, naquele dia, se renderam definitivamente às potencialidades para o comércio, para o turismo e para a promoção cultural e desportiva que esta prova encerra para os locais onde passa anualmente”.