assaltp-cepsa

Os estilhaços de vidro e as grades estroncadas eram o cenário do rasto de mais um assalto realizado, em pouco mais de um mês, ao posto de abastecimento de combustíveis Cepsa, junto à Estrada Nacional 104, no lugar da Lagoa, em Santiago de Bougado.

Cerca das 2 horas e 6 minutos da madrugada de sexta-feira, três indivíduos encapuzados chegaram à bomba gasolineira da Cepsa e, depois de cerca de sete minutos a rondar as imediações, partiram o vidro e rebentaram as grades de segurança com a ajuda de um veículo de marca Seat Alhambra e de uma cinta de nylon.

Revoltada com mais uma visita indesejada àquele posto de abastecimento, Sónia Azevedo, a funcionária mais antiga, estava incrédula com o “prejuízo incalculável”, que segundo a funcionária ascende aos 10 mil euros em tabaco e todo o fundo de maneio que se encontrava na caixa registadora. “Desde portas, a grades, dinheiro e a tabaco, é um prejuízo muito grande”, lamentou Sónia Azevedo.

Tal como é possível apurar nas imagens das câmaras de videovigilância a que o NT teve acesso, o assalto decorreu em cerca de três minutos, período de tempo que rendeu aos indivíduos toda a encomenda de tabaco que tinha chegado na tarde do mesmo dia. “Tínhamos recebido uma encomenda muito grande de tabaco, mal recebemos parece que quem foi sabia e que tinha indicações de que sabia o que se tinha recebido”, afirmou a funcionária.

Tendo em conta as semelhanças entre este e o último assalto realizado àquela bomba gasolineira há cerca de mês e meio, Sónia Azevedo acredita que os autores poderão ser os mesmos. “Fizeram exactamente tudo igual, foram exactamente aos mesmos locais, levaram exactamente o mesmo que levaram da outra vez, por isso acredito que tenham sido os mesmos, foi um roubo fácil”, considerou.

À semelhança do que aconteceu no último assalto, o posto de abastecimento da Cepsa esteve encerrado ao público durante grande parte da manhã. No local estiveram elementos do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda Nacional Republicana a recolher indícios dos assaltantes.

Ainda segundo o NT conseguiu apurar, mais assaltos terão ocorrido na madrugada de sexta-feira, a pelo menos uma residência e vários estabelecimentos comerciais.