frio-neve

O Instituto de Meteorologia (IM) colocou, esta terça-feira, sob aviso amarelo 15 distritos do país e outros três a laranja, devido à “persistência de valores baixos de temperatura mínima”.

De acordo com a informação disponível no site do IM, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Santarém, Setúbal e Faro estão sob aviso amarelo – o segundo menos grave de uma escala de quatro – devido à continuação de tempo frio.

O IM colocou igualmente sob aviso amarelo o arquipélago dos Açores devido à previsão de chuva e vento forte.

A ilha Terceira foi hoje de madrugada atingida por chuvas fortes que originaram derrocadas e inundações que causaram pelo menos 20 desalojados devido a uma depressão localizada a sul do arquipélago.

O IM colocou sob aviso laranja – situação meteorológica de risco moderado a elevado – os distritos de Portalegre, Évora e Beja (devido às baixas temperaturas) e o arquipélago da Madeira (com previsão de chuva e vento forte e agitação marítima).

Para hoje prevê-se continuação do tempo frio com céu pouco nublado ou limpo, períodos de chuva a partir do final da tarde na região Sul e no litoral a Sul do Cabo Carvoeiro estendendo-se gradualmente às restantes regiões, queda de neve a partir da noite acima dos 400 metros, vento fraco e formação de geada.

As temperaturas mínimas previstas para hoje variam entre os -7 graus centígrados na cidade de Bragança e os 3º em Lisboa, Faro e Sagres.

Para as próximas madrugadas está prevista uma progressiva descida das temperaturas mínimas, que podem continuar a atingir valores abaixo dos zero graus.

De acordo com o IM, as temperaturas baixas vão registar-se sobretudo na madrugada de quarta-feira, quando poderá ocorrer também precipitação, o que cria condições para a formação de gelo nas estradas em quase todo o país.

Face às previsões meteorológicas, a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) recomenda que seja dada especial atenção à condução de veículos, nomeadamente nas vias propensas à formação de gelo, uma vez que aumenta o perigo de acidentes rodoviários, e aconselha velocidades reduzidas.

A ANPC sugere também, em áreas afectadas por gelo ou neve nas estradas, o transporte na viatura e colocação nos pneus de correntes de neve sempre que as condições de circulação assim o justifiquem.

A Protecção Civil aconselha igualmente o uso de várias camadas de roupa, que não devem ser muito justas, a não realização de actividades físicas intensas e contacto imediato com o 112 (número de emergência) sempre que surgirem sinais de hipotermia.

A ANPC chama ainda a atenção para os cuidados a ter com os aquecimentos em casa, para evitar incêndios ou intoxicações, nomeadamente com as lareiras em locais fechados e sem renovação de ar e com os aquecedores.

Lusa