Os recentes eventos destinados à juventude no concelho, além de eventos focalizados para um público mais jovem, devem servir de ponto de partida para uma reflexão sobre as políticas de juventude no nosso concelho.

Como todos bem sabemos a época de verão é uma época propícia à realização de eventos ao ar livre. Eventos festivos, que em ano de eleições ficam imunes à crise e exponenciam-se por todo o concelho. Certamente já constataram que muitos desses eventos festivos têm a chancela de eventos destinados ou vocacionados para a juventude. Aquela juventude que durante quatro anos permaneceu esquecida ou simplesmente ignorada (quer pelo executivo municipal, quer pelos partidos que representam atualmente a oposição), mas que em ano de eleições por artes quase mágicas, assume um papel de relevante destaque.

Mas, estes são eventos festivos pontuais, que não conseguem disfarçar junto da população (especialmente da juvenil) a inexistência de políticas concelhias para a juventude e uma total insensibilidade para os temas e problemas que dizem respeito aos jovens.

Tal como em muitos outros municípios, a Trofa dispõe de um Conselho Municipal de Juventude, cuja ação tem sido até ao presente momento incipiente e até impercetível. Continua a existir uma pavorosa falta de equipamentos culturais, de desporto e de lazer, de programas de incentivo ao empreendedorismo e ao emprego jovem, assim como de habitação a custos controlados destinados aos jovens casais.

Tal como noutras áreas, também as políticas de juventude na Trofa têm-se resumido no essencial a pontuais festividades, por vezes excessivamente mediatizadas. A única honrosa exceção é o OPJ. Mas, o montante excessivamente reduzido (para não considerar até ridículo) e o modelo adotado, condicionam o seu sucesso e abrangência.

Também no domínio da juventude a Trofa tem vontade de mudar. O BLOCO DE ESQUERDA TROFA aposta numa Câmara Municipal capaz de ouvir e de dialogar de perto com os jovens. Capaz de oferecer verdadeiras políticas de juventude, que vão ao encontro das aspirações e reais necessidades dos jovens do concelho.

Assim, o BLOCO DE ESQUERDA TROFA propõe um conjunto de medidas capaz de revolucionar as políticas de juventude no concelho. Um conjunto de medidas que colocarão o nosso jovem concelho na vanguarda das políticas de juventude. Um concelho capaz de responder às exigências dos jovens do século XXI.

No Bloco, entendemos que não há políticas de juventude sem um espaço condigno dedicado à juventude do concelho. Assim, propomos a reconversão da antiga estação da Trofa num Centro Municipal de Juventude. Neste espaço propomos a criação de uma Academia Municipal de Música e Artes, onde será ministrada gratuitamente aos jovens do concelho formação nas áreas da música, do teatro, do cinema, da fotografia, da pintura e da escrita.

Propomos ainda a recuperação e reconversão do velho armazém junto à antiga estação, num espaço de exposições e atelier, destinado aos jovens artistas trofenses. Os espaços exteriores, seriam utilizados para a instalação de esplanadas (com internet gratuita), de um anfiteatro ao ar livre e de infraestruturas desportivas, como campos de futebol de cinco, campos de basquetebol, campos de ténis ou um parque radical.

Esta é uma reabilitação que não deve cingir-se apenas à área envolvente à antiga estação. Deverá expandir-se a toda a área da antiga linha no centro da cidade. Assim, defendemos a elaboração de um protocolo com as entidades detentoras dos terrenos, no sentido de ser possível a utilização desse espaço para a criação de um novo espaço verde no centro da cidade, com um circuito de manutenção e uma pequena ciclovia citadina.

Com estas infraestruturas destinadas à juventude, a Trofa estaria em condições de avançar com verdadeiras e necessárias políticas de juventude, como o espaço saúde jovem; concursos de música, pintura, fotografia, teatro, cinema, dj’s; sessões de teatro amador e de cinema ao ar livre; debates sobre temáticas relacionadas com a juventude; workshops; cursos intensivos e livres; programas de férias ativas; laboratórios tecnológicos e parcerias várias com o IPJ.

O BLOCO DE ESQUERDA TROFA sugere ainda, a criação de incubadoras de empresas em todas as freguesias, com vagas exclusivas para jovens. A criação de condições para a instalação na Trofa de um polo de uma instituição de ensino superior (pública ou privada). Ao nível da habitação para jovens, propomos uma redução das tarifas da água, do saneamento e do IMI para os fogos detidos ou alugados a jovens até aos 30 anos (em especial para edifícios reabilitados no centro da cidade).

 

Gualter Costa

Coordenador Concelhio Bloco de Esquerda Trofa.

gualter.costa@outlook.com