A quinta edição de "a Poesia está na rua" – o evento cultural que a Câmara Municipal de Santo Tirso leva a efeito anualmente com o objectivo de promover este género literário no concelho com a participação dos munícipes – continua a marcar o quotidiano tirsense.

 Isto porque "Ofícios de Poeta", assim se denomina a edição deste ano, vai continuar a levar a poesia a todos os recantos do concelho quase diariamente e até ao próximo dia 21 de Março.

No passado fim-de-semana foram várias as acções desenvolvidas neste âmbito:

– Decorreu no dia 6 de Março, na sede da Junta de Freguesia de S. Martinho do Campo, um momento de poesia reunindo vários declamadores da freguesia.

– No Centro Cultural das Aves (Vila das Aves) foi inaugurada no dia 7 de Março a exposição de pintura "21 poetas" constituída por outros tantos trabalhos da autoria do pintor tirsense Avelino Leite.

– No dia 8 de Março decorreu, no auditório da Misericórdia (Santo Tirso), a acção denominada "ofícios da palavra", envolvendo cerca de meio milhar de crianças.

– Na segunda-feira, dia 10 de Março – decorreram duas acções de promoção da poesia junto de dois públicos distintos: as crianças e os idosos. No primeiro caso e tendo por palco a Biblioteca Municipal, tratou-se de cantar e declamar poesia para e com crianças que atravessou toda a literatura universal desde a época trovadoresca até à actualidade. No segundo caso, tratou-se de dar a conhecer a idosos do concelho alguns trabalhos dos mais importantes poetas portugueses numa sessão de poesia que decorreu na Casa de Repouso de Burgães com a participação dos alunos da Universidade Sénior Tirsense.

Nos próximos dias, "Ofícios de Poeta" vai continuar a marcar o quotidiano tirsense conforme se pode constatar pelas seguintes acções:

  • Dia 12 – Quarta-feira 10:00h – A obra e o poeta: "Dióspiro" de Daniel Maia-Pinto Rodrigues – pela E. S. de Tomaz Pelayo
  • Dia 14 – Sexta-feira 10:15h – Sarau de Poesia – Biblioteca da Escola Sec. D. Dinis – pela Escola Secundária D. Dinis 21:00h – Sarau de Poesia – Sede da Tuna Musical de Rebordões – pela Tuna Musical de Rebordões
  • Dia 15 – Sábado 18:00h – Cerimónia de homenagem ao poeta António Osório – Salão Nobre da CM Santo Tirso
  • Dia 16 – Domingo 14:45 h – Cerimónia de apresentação do livro "Dádiva" – Mosteiro de Santa Escolástica (Roriz)

O homenageado António Osório é natural de Setúbal e estreou-se como poeta na década de 70, apesar de já em 1954 colaborar com a revista Anteu. Foi bastonário da Ordem dos Advogados entre 1984 e 1986, administrador da Comissão Portuguesa da Fundação Europeia da Cultura e presidente da Associação Portuguesa para o Direito do Ambiente. O seu primeiro livro intitulou-se A Raiz Afectuosa e foi publicado em 1972.

Já sobre o livro "Dádiva" importará referir que para além de ser uma publicação editada pela Câmara Municipal de Santo Tirso vai compilar todos os textos e poemas escritos, aquando da 4ª edição da "Poesia está na Rua" pelos vários poetas enclausurados em conventos e mosteiros.

A iniciativa "A Poesia está na Rua" surgiu em 2004. Nessa edição, que assinalou um novo rumo cultural em Santo Tirso, foi lançada a Antologia dos Poetas Tirsenses e homenageou-se o poeta António Ramos Rosa. Simultaneamente, foi também lançada a Antologia "O poeta na rua – Antologia portátil de António Ramos Rosa", selecção de poemas da Professora Ana Paula Coutinho.

2005 – "A Poesia e o Surrealismo" foi o tema escolhido para esta edição. Foi lançado o livro "Artur do Cruzeiro Seixas – Obra Poética III" e terminou com a maratona da poesia, desta vez as "24 Horas Surrealistas". Artur Cruzeiro Seixas foi o poeta homenageado pelo seu destaque no surrealismo português.

2006 – De forma a evidenciar a versatilidade do género literário, associou-se a Poesia ao que de mais importante existe: a Saúde! Assim, a iniciativa foi este ano subordinada ao tema "A Poesia faz bem à Saúde" e ao lançamento do "Poema XR" – "um medicamento genérico poético de largo espectro". O homenageado foi o poeta Manuel António Pina.

2007 – Em 2007, a poesia associa-se a outro assunto marcante e valorizado, a Fé, dando origem ao mote "A Fé na Poesia". A singularidade desta edição esteve na colaboração de alguns poetas que aceitaram permanecer em clausura, em conventos e mosteiros de Santo Tirso, durante uma semana. Tolentino Mendonça foi o poeta homenageado