Select Page

Petição para exigir intervenção nas pontes ainda sem assinaturas suficientes

Petição para exigir intervenção nas pontes ainda sem assinaturas suficientes

A petição surgiu no fim de 2016 e dava conta da preocupação da população com o estado de degradação das pontes existentes sob a antiga linha ferroviária, na freguesia do Muro. Mas até agora, o documento ainda não tem o número suficiente de assinaturas para ser entregue no Parlamento, de modo a exigir ao Governo uma avaliação e recuperação das estruturas. Em janeiro de 2018, o NT atestou que, por exemplo, na ponte que está situada junto ao cemitério da freguesia, notam-se fissuras e infiltrações de água nos pilares, o que deixa a população em sobressalto.

Dolores Ribeiro, uma das caras do abaixo-assinado, teme, um dia, assistir a “uma tragédia”, vaticinando o colapso de uma das estruturas. “É a segurança das pessoas que está em causa”, disse, na altura, ao NT. Agora, volta a deixar o alerta e a apelar à participação cívica da população, através da subscrição do abaixo-assinado, que pode ser encontrado no Café da Estação, de que é proprietária.

Recorde-se que o abaixo-assinado sugere a salvaguarda do património afeto ao antigo canal, referindo-se às “condições estruturais das duas pontes que cruzam o canal da linha na zona do lugar da Carriça e da que cruza a linha na zona do cemitério do Muro, com fissuras enormes nas junções, infiltrações de água nos pilares, aumentando exponencialmente a probabilidade de ruir por causa da degradação a que estão votadas”.

A petição coloca ainda a nu um problema de saúde pública, com referência de que “há imensos anos que se convive com a escorrência, ao longo do canal da linha que passa junto a habitações, de águas residuais compostas por dejetos humanos e animais de vacarias que existem nas imediações”.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização