quant
Fique ligado
metro metro

Edição 520

PCP entrega na Assembleia da República projeto para a vinda do Metro

Publicado

em

O Partido Comunista Português (PCP) entregou esta sexta-feira, 24 de abril, um projeto de Resolução que “visa o prolongamento do metro entre a Maia e a Trofa e que procura concretizar a necessidade da construção deste prolongamento até ao final do primeiro semestre de 2016”. Já pelas 15 horas do mesmo dia, foi apresentado publicamente na antiga estação de comboios do Muro.

Jaime Toga, responsável regional do PCP, recordou que “em abril de 2012” foi aprovada na Assembleia da República uma proposta do PCP que previa “a integração do metro da Trofa na segunda fase da sua construção”. No entanto, três anos depois “nada foi concretizado e com muitos argumentos com os quais não estavam de acordo”, como “a ideia da crise do país, da presença da Troika e de limitações”.

“Chegamos a um momento em que o Governo deixou de ter o argumento da presença da intervenção externa, uma vez que diz que agora já não estamos mais no período de austeridade e que tem os cofres cheios. Portanto, se tem os cofres cheios há compromissos do Governo com a Trofa para a construção do metro. Há mais de 12 anos, populações do concelho da Trofa ficaram sem o comboio com o compromisso que em breve teriam o metro”, mencionou.

Com a apresentação do projeto de resolução, o PCP pretende ainda “tornar claro quem é que está efetivamente de acordo com o metro para a Trofa e aqueles que apenas o dizem no decurso, mas depois na prática chumbam ou fazem o veto de gaveta”. “Entendemos que é um desrespeito para com a população da Trofa continuar a enganá-la e então entendemos que é o momento de dizer o que cada um quer e em função disso definir um calendário concreto, para que seja cumprido e honrado este compromisso com a população da Trofa”, concluiu. 

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 520

Opinião: Há muitas formas de genocídio…

Publicado

em

Por

JoãoPedro

A palavra genocídio tem em si uma conotação pesada, é geralmente utilizada para definir como o assassinato deliberado de pessoas motivado por diferenças étnicas, nacionais, raciais, religiosas e, por vezes, sociopolíticas, segundo definido por alguma engenharia social. A engenharia social é um conceito de ciência política que se refere a iniciativas de influência popular, atitudes e comportamento social em larga escala, tanto por governos ou grupos privados. No fundo, todas as governanças e todas as leis que têm o efeito modificador na mudança comportamental.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição 520

Maia quer “oito hectares” de terreno localizado em Covelas

Publicado

em

Por

A Assembleia de Freguesia de Covelas ficou marcada pela possibilidade de o concelho da Trofa ceder uma área de “oito hectares” localizado em Covelas ao município da Maia.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);