Depois de, em 2012, a Assembleia da República ter recomendado ao Governo que retomasse o projeto de ligação do Metro do Porto entre o ISMAI, na Maia, e a cidade da Trofa e de, em 2016, a mesma Assembleia da República ter aprovado, por unanimidade, uma recomendação para que a mesma ligação começasse a ser construída até ao fim de 2017, o Partido Comunista Português voltou “à carga”, ao apresentar um novo projeto de resolução.

O novo documento, que já deu entrada no Parlamento sob o n.º 176/XIV/1.ª, recomenda ao Governo a criação de um plano de desenvolvimento do Metro do Porto para a próxima década, que contemple a criação de seis novas linhas, uma das quais a da Trofa.

Esta crónica só pode ser lida integralmente na edição impressa do jornal ou através da edição disponível para assinaturas online. Mais informações aqui