O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros inaugurou esta sexta-feira na Trofa as novas instalações da divisão de metal da empresa Frezite.

 

À porta das instalações da empresa cerca de duas dezenas de manifestantes esperavam pelo Ministro e à sua passagem gritaram palavras de ordem enquanto seguravam tarjas de protesto, uma delas da CGTP. 

Lá dentro em ambiente mais amistoso Paulo Portas reconheceu a Frezite como um exemplo de internacionalização, realçou o trabalho do “team” da empresa mas nem uma palavra sobre o que pensa da atual situação do país e das medidas anunciadas pelo Governo. Questionado pelos jornalistas Portas remeteu para o conselho nacional de sábado uma posição do CDS.

Leia mais na edição papel da próxima quinta-feira.

{fcomment}