Select Page

Partidos unidos na defesa do Metro até à Trofa

Partidos unidos na defesa do Metro até à Trofa

Os partidos políticos representados na Assembleia Municipal da Trofa uniram-se na defesa do Metro até à Trofa, numa moção conjunta aprovada por unanimidade e aclamação.

António Barbosa (PSD), Pedro Ortiga (PS) e Jorge Curval (CDS) apresentaram uma moção para entregar ao Governo, que foi aprovada por unanimidade e aclamação na Assembleia Municipal, realizada esta segunda-feira.

O documento tem um contexto histórico do processo, com todos os acontecimentos que ditaram avanços e retrocessos do projecto do Metro e termina com três questões dirigidas ao Governo, através do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações. A primeira versa sobre “o real ponto de situação do concurso público internacional, publicado em Diário da República, em Dezembro de 2009, para a construção do troço da linha Verde do Metro do Porto”. Através da moção, os eleitos municipais questionam sobre se “existe intenção de anular o concurso internacional para a construção do referido troço”. Em caso de resposta afirmativa à segunda questão, os membros da Assembleia da Trofa querem saber “para quando a população da Trofa poderá contar com a vinda do Metro, repondo um serviço de transporte que lhes foi indevidamente retirado”.

Na moção os três partidos representados na Assembleia Municipal solicitam uma audiência ao Governo, por intermédio do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, e à 9ª Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicações da Assembleia da República, para “exigir-lhes a construção do troço da linha Verde do Metro do Porto até à cidade da Trofa”.

Depois de a moção ter sido aprovada por unanimidade e aclamação, Carlos Martins, presidente da Junta de Freguesia do Muro, abandonou o Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários da Trofa, descontente por não poder intervir neste ponto.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização