Três indivíduos assaltaram ourivesaria da Estação, em S. Romão do Coronado e levaram quantidade indeterminada de ouro, prata e relógios.
“Outra vez?!”. Esta era o comentário mais ouvido à porta da ourivesaria da Estação, em S. Romão do Coronado, esta quarta-feira à tarde.

Um amontoado de pessoas e um carro da GNR da Trofa denunciavam que algo de diferente se passava. Pouco antes das 16 horas, dois indivíduos encapuzados e de luvas calçadas entraram na ourivesaria, com uma caçadeira de canos serrados, e partiram os vidros das estantes que estavam na montra. Do interior levaram uma quantidade indeterminada de ouro, prata e relógios.

De acordo com fonte policial, à hora do assalto, dentro da loja encontrava-se o proprietário e um cliente, que acabou por fugir. O assalto durou apenas um minuto e da parte de fora estaria já outro indivíduo, ao volante de um veículo da marca Honda Civic de cor bordeaux, preparado para dar início à fuga.

Nas lojas próximas ninguém tinha testemunhado o assalto e poucos sabiam contar pormenores sobre o sucedido. Sem referências da matrícula da viatura e sem impressões digitais dos indivíduos, a Polícia Judiciária esteve no local a recolher as imagens das câmaras de videovigilância para investigação.

Esta não é a primeira vez que a Ourivesaria da Estação é assaltada. Em Junho de 2009, pelo menos três indivíduos foram surpreendidos pela coragem de um comerciante que, ao aperceber-se do assalto, atravessou uma carrinha para tapar o caminho de fuga dos ladrões. Os indivíduos forçaram a passagem e ainda dispararam alguns tiros em direcção à carrinha, que apenas conseguiu atrasar a fuga dos “larápios”. Levaram um saco cheio de peças em ouro.

Já em Fevereiro do mesmo ano a ourivesaria tinha sido visitada pelos amigos do alheio que, durante a noite, partiram o vidro da porta, mas não conseguiram roubar nada.