Desloquei-me pelas ruas do Coronado, deparando-me, com imensos buracos. E dado que os semáforos não funcionam, (pondo em risco a vida de crianças, idosos, e provocando acidentes). Pumba, outro buraco… E outro buraco… E outro buraco. Por isso, o meu carro chora.
Fico a pensar nas razões que teriam levado as entidades responsáveis
a deixar as ruas neste estado.
Indo eu, indo eu a caminho das respostas… Encontrei o senhor presidente da Junta.
– Bom dia, senhor presidente.
– Bom dia, senhor Pinto – respondeu ele.
– Senhor presidente, as ruas do Coronado estão uma lástima, “o meu carro chora”.
Esclarece o senhor Presidente da Junta:
– Quem olha com atenção as ruas e travessas da nossa Vila, verifica o quanto rigoroso foi o inverno. O desgaste provocado, a falta de manutenção, gerou esta situação.
Dito isto, penso eu… Não há sequer algum plano de estratégia para a manutenção das infraestruturas viárias, por parte dos serviços camarários? A Junta de Freguesia do Coronado não tem competências para a realização deste plano, porém pode intervir dentro do protocolo estabelecido.
É público que N318 vai ser pavimentada, só nos resta esperar pelas próximas eleições.
Enquanto isso, “o meu carro chora”, Sr. Presidente.
O presidente da Junta está solidário com a população. Reclama-se a pavimentação da N318, faz mais de dois anos… !!!
A Vila do Coronado tem as piores ruas do concelho da Trofa. E enquanto se reclama o metro, o meu carro e todos os outros carros choram bem como as carteiras dos contribuintes. Já nem sei se chora o carro ou se choro eu…
Agora diga-me Sr. Presidente da Câmara, Sr. Sérgio Humberto o seu carro não chora???