Vasco-Sampaio-(1)

Apenas 33 sócios do Núcleo do Sporting da Trofa tinham as cotas em dia em 31 de Maio deste ano. Depois de ter registado 290 associados em 2004, a colectividade foi vítima dos resultados da equipa de futebol a nível nacional. Actualmente, a comissão administrativa da associação tem centrado a sua actuação no sentido de cativar os sócios.

 O Núcleo do Sporting da Trofa está a proceder à captação de sócios que, ao longo dos anos, se foram afastando da colectividade. Em entrevista ao NT, Vasco Sampaio, um dos representantes da comissão administrativa, afirmou que a 31 de Maio de 2009 apenas 33 sócios tinham as cotas em dia, num universo de 140 que foram actualizados em 2007 e que já representavam um decréscimo do número que a colectividade teve em 2004 (290).

O facto de a nível futebolístico o clube não ter conseguido uma boa “performance” também contribuiu para o desinteresse dos sócios pela colectividade que, actualmente vive das cotas dos sócios e das receitas do bar, para além de algumas iniciativas organizadas para angariação de fundos como almoços, jantares, as festas de S. João e a Queima do Judas. O responsável lamentou o facto de não ter apoio camarário nem da Junta de Freguesia e apelou para a importância de um pequeno contributo para a dinamização da colectividade.

O Núcleo do Sporting da Trofa pretende dinamizar a associação no que concerne ao número de sócios.

“Neste momento o núcleo está muito morto, os sócios estão pouco activos, com pouca presença, mas temos feito tudo para os cativar. Fizemos um “perdão” das cotas de 2008 para trás, os sócios que queiram continuar como sócios do grupo pagam o ano de 2009 e continuarão com o seu número de sócio. Ao abrigo dos estatutos, permite-nos que até ao final do mês, se não houver uma resposta dos mailings que enviamos, consideramos que é um sinal de que não querem continuar como sócios, e terá que ser feita uma nova actualização, para sabermos com que sócios é que contamos ou não”, afirmou.

À solicitação feita pela colectividade via CTT, Vasco Sampaio afirmou que “já houve alguma receptividade, com alguns sócios que estavam esquecidos a aparecer”.

“A pretensão forte desta comissão é voltar a ter aquela casa cheia como já teve, como há quatro ou cinco anos atrás, com muita gente”, afirmou.

Depois de analisar a receptividade dos sócios e fazer a consequente actualização, a comissão administrativa, pretende solicitar ao presidente da assembleia geral uma assembleia-geral para eleger uma nova direcção. “Estamos sem direcção desde 2007 e com outros elementos tenta-se dinamizar mais um pouco o núcleo, que é o nosso objectivo”, acrescentou.

O Núcleo do Sporting da Trofa tem, como actividade-extra, a participação no campeonato concelhio de futsal de seniores femininos, no qual a equipa ficou em quarto lugar.

“Em princípio continuará na próxima época, mas não posso garantir, porque depende dos patrocínios que arranjarmos para fazer face às despesas que isso acarreta, como as inscrições e ao aluguer das instalações”, sublinhou.