Select Page

Norte Golfe investe 100 milhões de euros num Nature Resort em Santo Tirso

Norte Golfe investe 100 milhões de euros num Nature Resort em Santo Tirso

A imobiliária Norte Golfe investirá 100 milhões de euros na construção e promoção do empreendimento Vale Pisão, em Santo Tirso, que será implantado numa área verde com mais de 110 hectares, disse hoje à agência Lusa fonte da empresa.

  Segundo o administrador Pedro Sottomayor, a comercialização das moradias do Vale Pisão Nature Resort já começou e "em menos de três meses", a Norte Golfe já comercializou 51 por cento da oferta das vivendas disponíveis na primeira fase de construção deste mega-empreendimento localizado "às portas da cidade do Porto".
      
Dos 120 milhões de euros de receitas globais previstas para a comercialização total do Vale Pisão, a Norte Golfe já encaixou, desde meados de Janeiro, cerca de 26,5 milhões de euros, referiu o administrador.
      
O primeiro Nature Resort da região Norte está implantado em 110.000 metros quadrados de área verde, integra um campo de golfe de 34 hectares e possui uma taxa de ocupação de solo inferior a 4 por cento, com moradias de "grande qualidade" e um conjunto de infra-estruturas como um campo de golfe, um Clubhouse, um hotel de charme, uma praça de comércio e diversos equipamentos desportivos.
      
Segundo Pedro Sottomayor, o Vale Pisão Nature Resort, será construído e comercializado em três fases, a primeira, cuja construção teve início em Junho de 2006 tem a conclusão prevista para Julho de 2008.
      
"Nesta fase serão construídas 128 moradias, o Clubhouse e o Campo de Golfe", referiu o administrador, acrescentando que a segunda e a terceira fase dependerão da evolução da primeira.
      
O hotel de charme, cuja exploração está ainda em negociação, o SPA e a área comercial, iniciará a construção, em Julho de 2008, e deverá estar concluída 12 meses depois, em Julho de 2009, precisou.
      
O empreendimento ficará totalmente concluído em Julho de 2010, adiantou.
      
O arquitecto responsável pelo plano geral do empreendimento e pelas casas da primeira fase é Joaquim Bragança e o projecto paisagístico ficará a cargo do arquitecto Manuel Ferreira.
      
O projecto do hotel e do SPA, bem como da "Praça de Comércio" e serviços terá a assinatura do arquitecto Siza Vieira e o do golfe está a cargo do arquitecto Jorge Santana da Silva.
      
Nesta primeira fase do projecto, o Vale Pisão disponibiliza 128 moradias de diversas tipologias e localizações, nomeadamente, as Casas do Golfe (moradias de tipo T4 e T5), as Casas do Bosque (moradias tipo T3 implantadas junto a zona verde), as Varandas do Golfe (moradias tipo T3, orientadas a Sul) e os Terraços do Sol (moradias tipo T3).
      
Apresenta ainda as Casas da Quinta, que ocupam os maiores lotes do empreendimento e dispõem de 400 metros quadrados de área coberta, a desenvolver de comum acordo entre o cliente e o arquitecto.
      
Actualmente, da oferta imobiliária do Vale Pisão, 128 moradias para comercialização já só se encontram disponíveis 62, avançou à Lusa o administrador.
      
Segundo Pedro Sottomayor, o Vale Pisão apresenta um conceito de 'Nature Resort', já bastante comercializado na área de Lisboa, mas ainda pouco no Norte do país, que oferece aos seus residentes proximidade com a natureza e os benefícios de uma vida saudável, tranquila e segura.
      
"De facto, o empreendimento apresenta grande cumplicidade com a natureza envolvente tendo sido concebido com a preocupação de potenciar as características naturais de fauna e flora da ampla área verde em que o empreendimento se integra", referiu o responsável.

Pedro Latoeiro com Lusa

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização