Select Page

“No Trofense, queremos competir para evoluir”

“No Trofense, queremos competir para evoluir”

O objetivo competitivo desta época foi cumprido por parte da equipa de infantis 7 A do Clube Desportivo Trofense. O grupo conseguiu atingir a Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto. Neste escalão, os jovens aprendem “a jogar um futebol positivo”, mesmo que, às vezes, as derrotas apareçam, porque o mais importante é a formação, explicou o treinador Simão Maia, em entrevista ao NT.

O Notícias da Trofa (NT): Como está a correr a temporada?
Simão Maia (SM): Está a ser uma época positiva. Os nossos jogadores continuam a crescer futebolisticamente. Atingimos a divisão de elite que era o nosso objetivo, onde estão as equipas mais bem classificadas da primeira fase. Nesta fase, a competitividade é maior e o equilíbrio é notório. No Trofense, queremos competir para evoluir.

NT: Quais os objetivos na competição?
SM: O nosso objetivo principal em todo o departamento é formar, seguindo os princípios e os valores de todo o departamento de formação e neste sentido aperfeiçoar todas as competências técnicas e táticas que o jogador à Trofense tem de possuir, sendo capaz de entrar em cada jogo preparado para competir com qualquer adversário, e ultrapassar as várias adversidades que o jogo possa impor. Para além disso procuramos que os nossos atletas pratiquem um futebol positivo, com qualidade, baseados no nosso modelo de jogo.

NT: Quais as principais dificuldades neste escalão/competição?
SM: Como nós procuramos manter os nossos princípios de jogo, procuramos sempre o jogar, o que, por vezes, nos custa a vitória. Isto entristece os nossos atletas e temos de os lembrar que estamos a formar numa determinada forma, que por vezes, quando não decidimos bem, somos penalizados. Mas não abdicamos do nosso foco, que é formar. Não pensamos no resultado a qualquer custo. Queremos formar a jogar um futebol positivo desde cedo.

NT: Com que aptidões os atletas se capacitam neste escalão?
SM: Neste escalão, e em todos em geral, procuramos trabalhar o mais possível a sua capacidade de decisão (sobre pressão) e a sua inteligência tática. Todos os treinos, os nossos atletas são desafiados a pensar, a perceber qual a melhor opção em cada momento do jogo, seguindo a nossa filosofia e modelo de jogo. Fornecemos-lhes várias soluções e eles decidem, só assim serão capazes de melhorar (errando muitas vezes). Procuramos não lhes dar o peixe, mas que aprendam a pescar.
Também trabalhamos a capacidade dos nossos atletas em conciliar o futebol e a escola, assegurando que conseguem cumprir positivamente nestas duas áreas.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização