No dia 19 de novembro fez 16 anos que mais de oito mil trofenses foram a Lisboa, à Assembleia da República, buscar o concelho.

Devido à sua relevância histórica, o Município faz questão de festejar esta efeméride, recordando o momento que o futuro mudou e o sonho foi possível. De forma a comemorar os 16 anos de elevação da Trofa a concelho, a Câmara Municipal da Trofa preparou várias atividades que teve como protagonistas os valores locais. O ponto alto das comemorações foi a sessão solene, na quarta-feira, onde estava prevista a presença do Secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida, que faltou à cerimónia porque às 12 horas tomou posse juntamente com a Ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, depois de Miguel Macedo ter apresentado a sua demissão.

A sessão, que decorreu no salão nobre dos Bombeiros Voluntários da Trofa, ficou marcada pelo reconhecimento público a inúmeras personalidades e entidades de excecional prestígio de âmbito local, nacional e internacional, atribuindo medalhas de honra e de mérito associando para sempre o seu nome, talento e notoriedade ao concelho da Trofa.

Na cerimónia foi apresentando o projeto “DNA Trofa: Empreender passa por aqui”, que, segundo o presidente da Câmara, Sérgio Humberto, “não é uma ideia nova” mas “surgiu em 2007 e infelizmente com muitos erros”. O DNA Trofa vai desenvolver-se em três vetores “empreendedorismo júnior, empreendedorismo feminino e networking”, que “pode dar uma enorme ferramenta para a população”.

O feriado municipal começou com o hastear das bandeiras, seguindo-se a missa solene na Capela de S. Gonçalo, em Covelas. Ao final da tarde foi servida a tradicional vitela assada no mercado.