Select Page

Movimento pelo Não participou no debate

Movimento pelo Não participou no debate

O Movimento Positivamente Não e a equipa da Pastoral da Família da Paroquia de S.Martinho de Bougado organizaram uma sessão de formação para esclarecer os trofenses sobre a temática do Aborto.

Anacoreta Correia, Sílvia Henriques e João Porto foram os convidados para participar neste debate sobre a interrupção voluntaria da gravidez, que juntou cerca de 150 pessoas nas instalações do futuro lar, em S.Martinho.

Para Anacoreta Correia, um dos partidários do Não, considera “inaceitável entregar nas mãos da mãe a decisão de fazer cessar a gravidez, sem qualquer justificação.

Sabemos que é aceitável como opinião que a penalização seja demasiado severa a determinados casos. Não concordo com a pergunta do Referendo pois confere uma liberação total ao acto, na medida em que depende exclusivamente da mulher. Torna o acto de abortar ajurídico, por isso é chocante”.

Por seu lado Sílvia Henriques, deu uma perspectiva médica e salientou que participou nesta sessão para “ o esclarecimento de questões biológicas e médicas ligadas a esta questão. Do ponto de vista biológico a vida humana inicia-se na altura da concepção, na altura de união do espermatozóide com o ovulo. A partir daí forma-se uma célula já com uma identidade genética o ADN que tem uma combinação única diferente do pai e da mãe, a partir daí dizem os livros, já se trata de uma vida humana”, frisou.

Já João Porto, defende que “há muita ignorância e ausência da preocupação das pessoas, e porque apesar de não ser um especialista tenho tido a preocupação de acompanhar os assuntos e ter alguma ideia sobre a matéria e acho que é uma tarefa importante esta de tentar esclarecer. O que está aqui em causa é a vida humana. De facto os homens conseguem fazer muita coisa, mas há uma coisa que não conseguem fazer que é a vida”, frisou.

O Padre Luciano Lagoa, Pároco de S.Martinho de Bougado, em declarações ao NT, reforçou a ideia que esta iniciativa não é dos padres, é antes uma iniciativa dos leigos conotados com a igreja e que com esta sessão pretenderão mostrar as razões do voto no Não”.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização