É com tranquilidade no presente, mas apreensão quanto a um futuro próximo, que o presidente do Clube Slotcar, João Pedro Costa, encara o movimento associativo organizado, insistindo em dotar a coletividade de modalidades alternativas.

“A motivação dos dirigentes das associações legalmente constituídas está a acabar, pois os custos estruturais são incomportáveis com a atual conjuntura económica num concelho carregado de carências a todos os níveis, onde a falta de vontade política, aliada à ausência de instalações desportivas municipais, antecipam o desastre”, palavras claras de quem lidera uma das mais jovens associações, nascida na Trofa, em 2004.

Em contra ciclo com esta realidade, faz questão de salientar que “é particularmente nesta altura de crise que as associações deveriam ser mais apoiadas, pois contribuem para o bem-estar das pessoas, assumindo alguma contribuição na ordem social, diria até mesmo mais, são uma segunda família para muita gente”.

“A Câmara da Trofa tem contribuído quanto baste para a desativação do movimento associativo”, asseverou o dirigente. Citando o exemplo dos protocolos que afirma “serem a base séria para o relacionamento institucional entre uma Câmara Municipal e as associações”. “Na Trofa são uma vergonha. Ou não existem ou não são cumpridos. Em 2010, com o pretexto das auditorias, a Câmara não estabeleceu protocolo com nenhuma associação; em 2011 houve fotografia e cerimónia pomposa, mas a verdade é que não passou disso, temos o papel assinado, mas não está cumprido. Em 2012, já o ano vai a meio e não há protocolo para ninguém… Assistimos a uma ausência de diálogo, uma vez que já pedimos, formalmente, por três vezes para sermos recebidos e continuamos à espera de resposta”, acrescentou.

“Este executivo não tem estado à altura do movimento associativo”, palavras duras de quem vê em “iniciativas com o OPJ (Orçamento Participativo Jovem), uma manobra para entreter”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF

{fcomment}