Certificados cerca de 40 funcionários do Grupo Metalcom pelo CNO da AEBA

A Ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues entregou este sábado a cerca de 40 funcionários da empresa Metalogalva, na Trofa, outros tantos certificados de 9º ano de escolaridade no âmbito da iniciativa Novas Oportunidades.

{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/certificados_metalogalva_1.flv{/flvremote}
Os formandos, todos funcionários da Metalogalva e Zinconorte que pertencem ao grupo Metalcom, aderiram ao processo de Reconhecimento Validação e Certificação de competências através do Centro de Novas Oportunidades da Associação empresarial do Baixo ave.

ministra-2.jpgA oportunidade de regressar aos bancos da escola para relembrar o que aprenderam ao longo das suas vidas não amedrontou os colaboradores do Grupo Metalcon que aderiram à iniciativa Novas Oportunidades, criada pelo Governo para possibilitar aos adultos a certificação de 9º e 12º anos de escolaridade. Virgílio Ferreira foi um dos que apesar de contar com 46 anos de idade não teve medo de abraçar a formação e investir no futuro, Apesar de reconhecer as dificuldades e de "é necessário muito tempo e muita dedicação para se conseguir mas não estou arrependido. Sei que já estão abertas inscrições para o 12 º ano de escolaridade e vou inscrever-me", frisou acrescentando "valeu a pena o esforço e ainda mais por ser a Ministra da Educação a entregar o certificado", brincou.

Adelino Silva, administrador do Grupo Metalcon não poderia estar mais satisfeito…afinal não é todos os dias que recebe na sua empresa a Ministra da Educação e muito menos para certificar alguns dos seus colaboradores.

"Quando a AEBA nos sugeriu a possibilidade de dar formação aos nossos colaboradores, através do seu CNO aceitamos de imediato pois uma empresa onde os funcionários são medíocres é uma a empresa medíocre, mas se tivermos pessoas bem formadas temos uma grande empresa, e esse é o nosso desafio" assegurou.

Com um discurso virado para o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido nos centros de novas oportunidades, Maria de Lurdes Rodrigues não deixou de responder ao vice-presidente da Câmara Municipal da Trofa, António Pontes que pediu à ministra uma nova escola secundaria. À solicitação a Ministra respondeu " se vamos ter na Trofa mais alunos no ensino secundário e profissional teremos uma nova escola porque teremos mais alunos e eu vim aqui também fazer um pedido a todos é que continuem, que prossigam o vosso trabalho e que não desistam".

Mas os pedidos não se ficaram por aqui. Manuel Pontes, presidente da AEBA pediu à Ministra que que fosse porta voz de um recado para que o Ministro das obras publicas para que resolva o problema das acessibilidades rodoviárias".

A Ministra respondeu ao responsável da AEBA dizendo "o Sr sabe que esse assunto já está tratado e o projecto já está em andamento".

Referindo-se às criticas de que este processo de Reconhecimentos e Certificação de competencias é muito fácil a ministra deixou o desafio "Há quem diga que os processos do programa novas oportunidades são muito fáceis, é fácil chegar a um centro de novas oportunidades e obter um diploma, mas há também quem diga que não vale a pena. A minha presença nesta cerimónia é para estimular que continuem porque não só vale a pena. A quem me diz que é fácil eu digo que experimente, mesmo que já tenha um diploma de ensino superior venha avaliar as competências que na realidade tem, experimente tirar um novo. Tendo trabalho, tem de dispor do seu tempo extra, do seu tempo de descanso e para a família para actualizar as suas qualificações".

 

Formação é importante para o País

 

Maria de Lurdes Rodrigues considerou este "trabalho que agora termina para estes adultos e para os seus formadores muito importante para eles, para as suas famílias também é um passo importante, e para a própria empresa, mas é muito importante sobretudo para o país, é o recurso que precisamos para enfrentar os desafios do progresso, os desafios do desenvolvimento. Esta empresa tem a particularidade de ter a visão para ganhar no mundo, é essa visão de que precisamos para contagiar todo o país, que seja uma visão não apenas desta empresa, não apenas deste concelho, mas de todo o país, não apenas ganhar no nosso local de trabalho, não apenas ganhar nas nossas casas, no nosso concelho, mas ganhar no mundo".

 

Centros de Novas Oportunidades- o que são?

 

Os Centros Novas Oportunidades visam sensibilizar a população adulta para a importância da qualificação através do Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC).

O RVCC é uma resposta para o adulto que não possua o nível básico ou secundário de educação. Consoante o caso, o adulto pode optar pela realização de um processo de RVCC, por um curso de educação e formação (curso EFA) ou, ainda, por outro percurso educativo e formativo que se revele mais adequado.