Eram aos milhares e acotovelavam-se para conseguir ocupar um lugar na fila da frente para ver passar os andores mais famosos do país. Todos os anos milhares de pessoas enchem as ruas da cidade da Trofa para ver passar os dez andores e as centenas de figuras que anualmente tomam parte na procissão, que saiu à rua às 17 horas deste domingo.

Apesar de a tradição já não ser aquilo que era, o ponto alto das Festas de Nossa Senhora das Dores que, tem lugar no Parque com o mesmo nome, bem no coração da sede do mais jovem concelho do páis, continua a ser a  procissão que, no terceiro domingo de Agosto sai da Igraja Matriz de S.Martinho de Bougado em direcção à Capela.

Este ano a tradição manteve-se mas os andores, tão conhecidos e admirados, não foram carregados aos ombros pelas dezenas de homens como acontecia em anos anteriores. As rodas substituiram a força dos braços para movimentar os andores mas ainda assim a procissão manteve o brilhantismo de sempre.

As festas terminam esta segunda-feira com a Feira das Sementes e com a actuação das Bandas de Música da Trofa e  de Revelhe (Fafe).