O trofense Miguel Cardoso acompanha Domingos Paciência na “aventura” por terras espanholas.

 O desafio não é grande apenas para Domingos Paciência. Ao lado do técnico, no banco do Deportivo da Corunha, de Espanha, está o seu “braço direito” Miguel Cardoso, que o acompanha desde os tempos em que treinou a Académica de Coimbra.

Natural da Trofa, Miguel Cardoso tem feito parte dos projetos de Domingos Paciência e no “Depor” não foi exceção.

Em declarações ao NT, o técnico-adjunto da formação espanhola – cujo vínculo contratual é até ao final da época – afirmou que o convite do presidente Augusto César Lendoiro foi encarado “com grande satisfação” e “vem ao encontro” do trabalho de preparação que a equipa técnica liderada por Domingos Paciência tinha feito “para competências que entendemos serem importantes para poder ter sucesso no futebol europeu”. “Após o período que tivemos no Sporting foi para nós relativamente claro que um clube no estrangeiro seria o destino mais provável para podermos dar continuidade à nossa carreira. O Deportivo é um grande clube em Espanha e ainda há poucos anos disputou uma meia-final da Champions League com o FC Porto”.

O objetivo da equipa de Domingos Paciência é “melhorar a situação classificativa da equipa e garantir a permanência na 1ª Liga espanhola”. “É um grande desafio mas a motivação é de igual dimensão”, asseverou.

Para Miguel Cardoso “treinar em Espanha” é “mais uma etapa” que percorre no sentido de chegar ao objetivo de qualquer equipa técnica: “Ganhar títulos”. “Este é já um patamar de exigência máxima e a dimensão do desafio vai fazer com que fiquemos certamente melhores treinadores no final da época. Neste sentido, entrar no campeonato que é tido como o mais competitivo da Europa, onde jogam alguns dos melhores jogadores do mundo, onde o impacto mundial do campeonato é enorme, onde cada jogo é um espetáculo de futebol fabuloso, e viver o desafio semanal de preparar jogos com grau de dificuldade elevado, é certamente um sonho realizado, mas também um sonho preparado”, atestou.

Miguel Cardoso sabe que o sucesso da estadia no “Depor” pode ditar o percurso da equipa técnica no futuro: “Queremos conseguirmos construir no futebol espanhol uma imagem de competência e capacidade que solidifique aquilo que já fizemos em termos de futebol europeu e recordo que fomos finalistas da Liga Europa com o SC Braga há dois anos. Se estes objetivos forem conseguidos certamente não teremos que nos preocupar com o futuro profissional porque projetos e desafios igualmente motivadores serão certamente colocados no nosso caminho”.

No primeiro jogo como treinador-adjunto no Deportivo da Corunha, Miguel Cardoso viu a equipa vencer o Málaga por 1-0.

{fcomment}