Micakel Carreira veio à Trofa animar a noite mais importante das Festas em honra de Nossa Senhora das Dores. O jovem artista arrastou com ele uma verdadeira multidão.

Sexta-feira, 19 de agosto, 16.30 horas. Local: Parque Nossa Senhora das Dores, em S. Martinho de Bougado. O concerto de Mickael Carreira estava agendado para as 22 horas, mas durante a tarde muitas fãs já aguardavam junto ao palco para ouvir os primeiros acordes. Algumas delas, chegaram mesmo à hora de almoço como Anabela Castro, que rumou de Bragança até à Trofa com as filhas “de propósito para ver o Mickael”.Tanto Anabela Castro como as filhas são fãs e seguem os concertos: “Eu gosto de as acompanhar e elas também gostam da minha companhia”.

O gosto pelo artista não se deve “só ao facto de ele cantar bem”, mas também à “maneira de ser e à sua personalidade”. “O Mickael tem uma memória excelente, lembra-se dos fãs e não é por dizer, ele recorda pormenores e isso faz a diferença. Se fosse só o facto de ele cantar bem, púnhamos um CD e ouvíamos, mas não”, acrescentou.

De todas as idades, as fãs vieram propositadamente à Trofa para o concerto. Para ocupar o tempo até à noite, há inúmeras opções: “Convivemos, lemos umas revistas, conversamos e cantamos”. “Passa-se bem o tempo. Também já estamos habituadas e há pessoas simpáticas”, acrescentou a fã de Bragança.

As grades de segurança ainda não tinham sido colocadas e há muito que as toalhas de praia e os bancos já marcavam posições junto ao palco. Para garantir que ninguém ocupava o seu lugar Anabela e as filhas fizeram “turnos”, revesando-se inclusive na hora de comerem.

Porque Mickael “tem talento”, também Maria José Silveira veio de Guimarães para assistir ao concerto. “Além de ser um jovem, é talentoso”, defendeu. Para o concerto daquela noite, Maria José esperava que o cantor estivesse “bem disposto”, porque “nem sempre o está”.

Antes de começar o concerto, o artista contrariava os receios de Maria José Silveira: “Há dias em que estou mais bem disposto do que outros, mas quando subo ao palco quase que tenho a obrigação de o estar. Por acaso, estou muito bem disposto e contente por estar aqui”.

Mas afinal qual é o segredo para o sucesso do artista que protagonizou um dos momentos altos das Festas em honra de Nossa Senhora das Dores? “Acho que não há segredo. Passa pelo trabalho, pela sinceridade e por ter aquela pontinha de sorte, que é importante ao longo de uma carreira. Fico sempre emocionado, quando pessoas fazem muitos sacrifícios só para estarem na primeira fila ou outras coisas. São provas de carinho enormes”.

Os fãs não ficaram desapontados com o concerto, pelo menos a julgar pelos gritos e palmas que ecoaram pelo Parque durante o tempo do espetáculo.

Pela primeira vez a atuar na Trofa, Mickael Carreira deixou uma mensagem para as fãs: “Um grande, grande beijinho e obrigado”.

 

{fcomment}