suzana_borges_uma_das_actrizes_contempladas_com_a_pena_de_camiloMais de cem filmes em exibição durante nove dias. Vai ser assim o Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Vila Nova de Famalicão, Famafest’2009, que arranca no próximo dia 14 de Março e decorre até dia 22. A maratona cinematográfica que conta com uma média de dez sessões diárias, com entrada livre, decorre em quatro salas do concelho (nos dois auditórios da Casa das Artes, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e no Centro de Estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide) e apresenta películas para todas as idades e gostos.


A concurso estarão 30 filmes oriundos de países como a Itália, Canadá, Alemanha, Bulgária, EUA, Áustria e Espanha, sendo, no entanto, a grande maioria proveniente de França e Portugal.
Do vasto rol de filmes em exibição destaque para um ciclo de homenagem à célebre artista luso-brasileira, Carmen Miranda. No ano em que se assinala o centenário do seu nascimento, Famalicão recorda a cantora e actriz que deixou a sua marca na Broadway e chegou a ser a artista mais bem paga de Hollywood, com a apresentação do documentário “Cármen Miranda: Bananas is my Business” e um conjunto de filmes que protagonizou nos anos 1940 e 1950.
Mas a essência do Famafest está na ligação estabelecida entre a literatura e o cinema, ou não fosse Vila Nova de Famalicão a terra do escritor Camilo Castelo Branco, cuja obra literária já serviu de base a inúmeros filmes de sucesso.
Neste âmbito, destaque para a secção “Da Palavra à Imagem”, que apresenta alguns dos mais recentes filmes adaptados de obras literárias, de que é exemplo as obras “O Estranho Caso de Benjamim Button”, “Este País não é para Velhos”, “Gomorra”, ou ainda o filme de Fernando Meirelles baseado no romance de José Saramago “Ensaio Sobre a Cegueira”, entre muitos outros.
Uma vasta retrospectiva de filmes inspirados no escritor Edgar Allan Poe, por altura do bicentenário do seu nascimento, é também um dos momentos altos do cartaz do Festival. Ao todo, serão exibidas cerca de duas dezenas de películas de Griffith a Roger Corman, baseadas nas novelas góticas e nos numerosos contos de detectives, da autoria do escritor.
No campo das letras, o Famafest’2009 vai recordar ainda grandes nomes da literatura mundial, como o romancista, contista, poeta e dramaturgo brasileiro Machado de Assis, o russo Alexander Soljenitsin e o japonês Yukio Mishima.
O cinema português vai estar também em destaque com a exibição do filme “Amália”, de Carlos Coelho da Silva, com Sandra Barata, Carla Chambel, Ricardo Carriço, José Fidalgo, António Pedro Cerdeira, Ricardo Pereira, António Montez e Maria João Abreu, entre outros.
Para os mais novos, o Famafest’2009 reserva uma programação repleta de fantasia e animação, com a festa dos 80 anos de Tintim, que inclui a exibição das aventuras deste célebre herói de banda desenhada. Para além, destes filmes, as crianças das escolas do concelho são convidadas a assistir ainda a alguns dos últimos sucessos da sétima arte, como “Madagáscar 2”, “Wall.E”, ou ainda “A Lenda de Despereaux”.
 
LAURA SOVERAL E SUZANA BORGES RECEBEM PENA DE CAMILO
 
Para além da exibição de filmes, outro aspecto marcante do Famafest é a homenagem a diversas figuras nacionais de destaque no cinema e na literatura. Neste âmbito, referência para a atribuição da Pena de Camilo às actrizes Laura Soveral e Suzana Borges e aos escritores Mário Cláudio e Urbano Tavares Rodrigues e ainda ao encenador e critico de teatro, Luís Miguel Cintra.
O concerto do fadista Carlos do Carmo, na cerimónia de abertura do festival, que acontece dia 14, a partir das 21h30, no grande auditório da Casa das Artes, e a actuação da banda de culto “Corvos” que encerrará o festival, são os momentos musicais de destaque do Famafest’2009.