A Juventude Socialista de Covelas reuniu a população num magusto. Os lucros reverteram para o grupo de jovens “Crescer Unidos”.

A ementa incluía bifanas, caldo verde, vinho e as tradicionais castanhas, não fosse a iniciativa promovida pela Juventude Socialista (JS) de Covelas um magusto. No sábado à noite, jovens e menos jovens juntaram-se e aliaram à diversão a angariação de fundos para o grupo de jovens “Crescer Unidos”, também daquela freguesia.

Para animar os participantes, não faltaram concertinas e a música dos DJ Bruno Jesus e  Live K, dois jovens talentos trofenses. No exterior, uma fogueira conferia um toque convencional à actividade.

A iniciativa excedeu as expectativas da organização: “Contávamos que houvesse alguma adesão por parte da população, mas, na verdade, assistimos a uma grande romaria até ao nosso espaço” disse José Santos, coordenador da estrutura.

“Decidimos organizar esta iniciativa, e doar todos os lucros ao grupo de jovens, uma vez que, conhecendo o valor deles e a capacidade de trabalho, sabemos que estamos a apostar na freguesia. O ‘Crescer Unidos’ tem vindo a desenvolver um trabalho muito bom em prol da dinamização de Covelas, mas por vezes, só não se faz mais porque os recursos são escassos, logo, todos os donativos são benéficos para o grupo”, acrescentou o jovem socialista.

O núcleo da JS vai continuar a realizar “várias actividades em Covelas, sempre tendo em vista demonstrar o que esta freguesia tem de melhor e procurar reunir os jovens covelenses de forma a promover o convívio e a discussão sobre o futuro desta região do concelho da Trofa”.

José Santos reconhece que “se vivem tempos exigentes”, mas sublinha que a JS de Covelas “não deixará de dar um contributo para uma freguesia e para um concelho mais desenvolvidos, fazendo cumprir o sonho que começou há doze anos atrás e que esteve adormecido durante demasiado tempo”.