Select Page

Mãe de menino com necessidades especiais acusa a Câmara de “discriminação”

Mãe de menino com necessidades especiais acusa a Câmara de “discriminação”

A Câmara Municipal da Trofa negou-se a contratar uma tarefeira para acompanhar um menino com “necessidades especiais” no ATL (Atividades de Tempos Livres). Situação foi resolvida, contou a mãe, graças à “boa vontade” da Associação de Pais.

Pela “primeira vez”, Cristiana Oliveira teve que recorrer ao ATL da Associação de Pais da Escola de Finzes, uma vez que, tal como o seu marido, trabalha “a tempo inteiro”. O entrave à frequência do seu filho Raul, de sete anos e com “necessidades especiais”, no ATL surge por parte da Câmara Municipal da Trofa, por “não lhe ser possível” pagar uma tarefeira. Uma situação que Cristiana Oliveira considera constituir um ato de “discriminação” e, por isso, decidiu tornar pública a sua história, pois “assim tem a certeza que outras crianças vão ser ajudadas”.

 

Reportagem para ler na íntegra na edição 618 do jornal O Notícias da Trofa

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização