A MO TEX – Márcia Oliveira Têxteis, Lda acaba de certificar a Gola GOKÄ, a primeira gola de proteção Covid-19, um projeto pioneiro que neutraliza o vírus e “incorpora termorregulação inteligente e tecnologia de evaporação e arrefecimento dinâmico”.

Este produto inovador foi apresentado no verão, no entanto, a entrada no mercado estava ainda dependente da categorização “COVID-19 APROVADO”. A aprovação foi agora outorgada pelo – Equilibrium – Laboratório de Controlo da Qualidade e de Processos. De acordo com a informação disponibilizada pela empresa, a Gola GOKÄ tem também conformidade com a Norma EN 14683 e enquadra-se nas novas regras em vigor: CWA 17553:2020 – Community face coverings, CEN – European Commitee for Standardization, que permitem a sua comercialização no espaço europeu.

O projeto é da MO TEX – Márcia Oliveira Têxteis Lda, uma Start Up de Famalicão, sob a tutela da trofense Márcia Oliveira, que garante que “para além dos parâmetros de filtração e respirabilidade, esta gola tem a capacidade de neutralizar vírus, como é o caso do Sars Cov 2, uma tecnologia de última geração que neutraliza 98,3% do vírus em 1 minuto e inativa completamente em 10 minutos”. Márcia Oliveira adianta que, “a pensar no conforto é ainda criada uma termorregulação inteligente e tecnologia de evaporação e arrefecimento dinâmico”.

A diretora executiva da MO TEX esclarece que “o objetivo é minimizar o impacto e desconforto que a utilização da máscara pode ter, tornando-se num acessório de moda sem qualquer tipo de conotação negativa”. As golas vão ser comercializadas individualmente e na versão Hoddie (casaco com capucho) já a partir do dia 15 deste mês na loja on-line da marca.