Setenta e cinco. Este foi o número de produtos de higiene pessoal angariados durante a “Campanha do Saco”, promovida pelo Leo Clube da Trofa entre os dias 27 de dezembro e 6 de janeiro. Durante estes dias, a comunidade tinha à sua disposição diferentes pontos de recolha, onde poderia entregar os produtos de higiene, que depois seriam “distribuídos pelas famílias mais carenciadas do concelho”. Foram recolhidos sabonetes, champôs, fraldas, pastas e escovas de dentes e papel higiénico.
Segundo o presidente do Leo, Simão Campos, como existem “várias campanhas de angariação de alimentos e de roupa e às vezes os produtos de higiene ficam um pouco esquecidos” e sendo estes “aqueles que ocupam uma fatia maior do orçamento das famílias”, decidiram promover esta recolha, sendo que o angariado será “doado” à delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa, que “reencaminhará para as famílias que têm identificadas”.
Pelas informações que recebeu dos pontos de recolha, a afluência foi “normal”, estando a “correr dentro das expectativas”. “Sabemos que em todos eles têm uma coisinha”, completou, durante a colheita de sangue, que se realizou na manhã de sábado.
Futuramente, Simão Campos e Miguel Cardoso, tesoureiro do Leo da Trofa, estão a pensar em “preparar um concerto para angariar fundos” para levar crianças carenciadas a passar um fim de semana de festa.