Tornar os jovens mais activos, debater temas importantes na educação e na cultura, são alguns dos objectivos da nova Comissão Política Concelhia da Juventude Popular da Trofa. Com 40 votos a lista única liderada por Marco Silva espera agora "activar a juventude popular".

 A Juventude Popular foi a votos este sábado e a lista única liderada por Marco Silva mereceu a confiança de 40 jovens da concelhia trofense.

Numa estrutura com cerca de 200 militantes, o novo presidente da Juventude Popular da Trofa quer agora "obter uma maior actividade do grupo, queremos ser mais activos e debater temas do concelho, trazer mais gente para a JP (Juventude Popular) e mais gente activa, porque temos bastantes filiados e as eleições não têm muitos votos", frisou.

Marco Silva, pretende assim combater a inactividade da JP recrutando "novos militantes" e fazendo com que "os jovens trofenses se mostrem mais interventivos na politica concelhia", afirmou.

Com as eleições autárquicas a chegar, a JP pretende também "dar a conhecer as suas ideias para o concelho e ajudar o partido até às eleições", defendeu o presidente.

A lista é composta por Marco Silva (presidente), David Dias (vice-presidente), Fátima Dias (secretário-geral), Ricardo Miranda e Hugo Dias (vogais).

Isabel Moreira Pereira