Select Page

Jovens trofenses detidos

gnr.jpg

 

 

 

 

A GNR deteve, na passada segunda feira, seis membros de um gangue que, durante meses assaltou cafés por todo o Minho.

Os seus membros terão sido também os autores de disparos contra uma patrulha da GNR na Póvoa do Lanhoso.

A Guarda Nacional Republicana de Guimarães apoiada por 93 militares conseguiram apanhar os suspeitos, em operações que decorreram na Trofa, mais concretamente em Santiago de Bougado, e em Ribeirão Vila Nova de Famalicão.

Segundo o Tenente Gonçalo Amado, da GNR de Guimarães, “eram 7 horas da manha, quando montámos um cerco às casas dos indivíduos. Estavam a dormir e não tiveram qualquer hipótese de reacção”. São jovens considerados “perigosos”, todos com idades compreendidas entre os 18 e os 25anos, que actuavam em conjunto com mais cinco companheiros, estes detidos este Agosto último. Ao todo, terão sido responsáveis por 40 crimes, calcula a GNR.

“Roubavam sobretudo máquinas de tabaco e televisões, algumas de valor a rondar os cinco mil euros”, frisou tenente Amado. O material era depois vendido para comprar cocaína. “Pelo menos, foi isso que eles nos disseram”, refere a mesma fonte.

Os indivíduos foram presentes ao Tribunal de Amares mas, até à hora do fecho desta edição não nos foi possível confirmar a medida de coação aplicada.

Recorde-se que em Agosto de 2005 o Núcleo de investigação Criminal da GNR de Santo Tirso desencadeou uma operação da qual resultou a prisão de outros cinco elementos deste gangue que ainda se mantêm em prisão preventiva.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização