quant
Fique ligado

Edição 691

Joana Lima foi porta-voz do PS na aprovação da lei que proíbe plástico no comércio de pão, fruta e legumes

Publicado

em

Foi aprovado o projeto de lei do Partido Ecologista Os Verdes, que visa a proibição de sacos de plástico ultraleves e cuvetes de esferovite no comércio de pão, fruta e legumes, em junho de 2020. O diploma, aprovado por unanimidade, na generalidade, na Assembleia da República, a 11 de abril, vai baixar à 11.ª comissão parlamentar ( Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação), tal como sugeriu Joana Lima, deputada trofense do Partido Socialista, durante a discussão que decorreu no Parlamento. Desta forma, o projeto de lei será alvo de nova discussão e de possíveis alterações, em sede de especialidade. Em causa está, por exemplo, o tempo de “transição” para a nova realidade, como afirmou a socialista.

A falar em nome do grupo parlamentar do PS, Joana Lima começou por referir que “viver com menos plástico é um paradigma que todos devemos querer” e Portugal “tem de contribuir para melhorar o planeta”, mesmo que outros países “não deem o seu contributo” para esse desiderato.

“Por ano, a Europa produz dezenas de milhões de toneladas de plástico, uma quantidade que não nos pode ser indiferente. Apesar de todas as campanhas de sensibilização e medidas de combate a este flagelo, temos ainda muito caminho a percorrer para sermos o exemplo que pretendemos na defesa do ambiente”, argumentou a deputada.

A medida do PEV é, por isso, aos olhos do PS uma boa medida, mas carece de “ponderação”. “Existe uma economia que precisamos acautelar, fazendo uma transição ponderada para que não corramos o risco da fragmentação do mercado que advém eventualmente de medidas avulsas”, justificou Joana Lima, reiterando que é necessário “conceder o tempo suficiente para promover a readaptação das cadeias de promoção, até porque as alternativas comparadas com os polímeros convencionais podem atingir o triplo do custo”.

A socialista não deixou de sublinhar o trabalho que tem sido feito, ao nível ambiental, no Governo e no Parlamento, enumerando medidas, como “o plano de ação para a economia circular e a decisão de (a Administração) se antecipar a Bruxelas em seis meses, na proibição de venda de palhinhas, pratos, talheres, copos e cotonetes de plástico, já a partir de 2020”.

O projeto de lei aprovado na Assembleia da República determina a necessidade de alternativa à disponibilização de sacos de plástico ultraleves e de cuvetes em plástico nos pontos de venda de pão, frutas e legumes, ficando os estabelecimentos comerciais sujeitos a coimas, a definir pelo Governo.

Foto: arquivo

Publicidade
Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 691

Dionísio Moreira campeão mundial

Publicado

em

Por

A Trofa tem mais um campeão mundial e em dose dupla. Dionísio Moreira, lutador de Alex Ryu Jitsu na academia da PSP de Vila Nova de Famalicão, arrecadou dois títulos no Campeonato do Mundo de Artes Marciais, que decorreu entre 11 e 14 de abril, na ExpoEste, nas Caldas da Rainha.

O atleta trofense, que participou na categoria de super pesados (+91kg), venceu nas modaldiades de Light-K-WAC e Semi WAC, numa participação em que nem tinha “grandes expectativas”.

“Tive problemas físicos e regressei aos treinos há um mês, depois de um interregno de um mês e meio devido a um problema no joelho. Foi muito complicado esse período, porque estava a apostar tudo no mundial. Mas acabei por conseguir ganhar. Já procurava estes resultados há muito tempo. Fiquei muito feliz”, contou, em entrevista ao NT.

Praticante de Alex Ryu Jitsu desde 1997 – e com mais três anos de experiência no Kung Fu – Dionísio Moreira conquistou os primeiros títulos da carreira desportiva. Em maio, o objetivo é vencer o campeonato nacional, que tem lugar em Vermoim, Vila Nova de Famalicão.

Nas Caldas da Rainha, Dionísio teve a companhia do filho, Diogo, também praticante, que conquistou um 2.º lugar em Semi WAC.

Continuar a ler...

Edição 691

Jovem de S. Romão vence concurso internacional de gastronomia

Publicado

em

Por

Estudante do curso profissional de Técnico de Cozinha e Pastelaria, na Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento, de Santo Tirso, Lara Ferreira estreou-se em concursos internacionais com um 1.º lugar, na categoria “Chef Júnior”. A jovem, residente em S. Romão do Coronado, surpreendeu o júri do Concurso Internacional da Cebola com uma sobremesa.

Lara Ferreira sabia que o elemento surpresa era essencial para se destacar. A estrear-se num concurso – e logo internacional – a jovem da Trofa encarou o desafio com profissionalismo e elevou a cebola a uma categoria invulgar. Pediu ajuda ao chef do restaurante Excelência Wine House, onde estagia, e do brainstorming surgiu uma ideia arrojada: fazer uma sobremesa.

“Como é uma coisa mais complicada de fazer com cebola, pensamos que tinha mais hipótese de ganhar o 1º prémio. Pensamos na tarte tatin, que habitualmente é feita com maçã ou pera, substituindo a fruta pela cebola”, explicou a jovem.

A ideia inovadora parece ter resultado no sabor do prato confecionado, uma vez que Lara Ferreira conseguiu conquistar o júri, conquistando o 1.º lugar na categoria Chef Júnior do 4.º Concurso Internacional da Cebola, que decorreu no Castêlo da Maia, a 10 e 11 de abril, pelas mãos da Real Confraria da Cebola.

“Ainda hoje não acredito que ganhei. Ainda estou a receber muitas felicitações e há pessoas que elogiam o meu trabalho e o facto de ter entrado pela primeira vez num concurso, e logo internacional, e ter ganhado o 1.º prémio”, contou em entrevista ao NT, dias depois da consagração.

A jovem, de 17 anos e residente em S. Romão do Coronado, é aluna da Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento e frequenta o curso profissional de Técnico de Cozinha e Pastelaria. O projeto profissional de sonho passa por abrir o próprio negócio na área da pastelaria, onde se sente mais feliz e realizada. Mas, tem plano B: “Se não conseguir, opto por outra área, também ligada à cozinha”.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também