Jaime Moreira, candidato da coligação “Unidos Pela Trofa” nas últimas eleições autárquicas à Assembleia de Freguesia do Coronado, renunciou ao mandato em rutura com o PSD e desejou “as máximas felicidades” para a “reeleição” do autarca socialista José Ferreira.

Na última reunião da Assembleia de Freguesia do Coronado, realizada a 6 de maio, Jaime Moreira apresentou a renúncia, invocando razões “partidárias”.

“Na penúltima Assembleia, fiz um desabafo relativamente à forma como eu estava a ser tratado como líder da bancada do PSD, por nunca ter sido ouvido para nada, nem ter tido qualquer intervenção relativamente ao que fossem os projetos e estratégias para a Vila, por isso, a partir de uma determinada altura, comecei a sentir-me uma pessoa a mais dentro do PSD”, começou por dizer Jaime Moreira, que considera que “deveria fazer parte ou intervir nas comissões políticas que existiram”, nas quais, diz, “nunca” foi “ouvido nem achado”.

“Eu sei que disse (na Assembleia de Freguesia) que não ia desistir e que iria aguentar esta situação, contudo, quem não se sente não é filho de boa gente. Há alturas na vida que uma pessoa tem de dizer basta”, continuou.

Lamentando sair da cena política “desta forma”, Jaime Moreira lembrou “os mais de 30 anos” de ação política “e mais de 20 de militância PSD”, longevidade que, defende, “merecia outro respeito e outra consideração”.

“Além do mais, tenho de ser sincero, não me identifico com o PSD Trofa atualmente, nem com algumas pessoas que estão à frente do PSD Trofa e muito menos com o projeto autárquico aqui para a Vila. Não quero ser candidato, fui candidato há quatro anos por favor e hoje muito menos seria candidato ao que quer que fosse”, referiu, sem deixar de sublinhar que não tem “postura” de “fazer folclore por folclore”.

“Poderiam existir debates mais acesos, intervenções mais acaloradas, mas isso não aconteceu, porque entendo que não foi necessário. Além de estar marginalizado do ponto de vista político, não havia condições para estarmos aqui a fazer folclore político, pois as coisas têm de acontecer de uma forma natural”, atirou, acrescentando que sai “com alguma mágoa” de “alguns elementos” da lista que encabeçou há quatro anos, a quem acusa de falta de solidariedade.

Antes de se despedir, Jaime Moreira desejou “as máximas felicidades” para a “reeleição” do presidente da Junta de Freguesia, o socialista José Ferreira, assim como para a presidente da Assembleia.

Jaime Moreira foi presidente da Assembleia de Freguesia de S. Mamede Coronado, eleito em 1997, assumindo, posteriormente, o cargo de vereador com pelouro na Câmara Municipal da Trofa, até 2009 e de 2013 a 2017 foi vereador sem pelouros.
Em 2017 candidatou-se à Junta de Freguesia do Coronado, pela coligação “Unidos Pela Trofa”, mas acabou derrotado pela candidatura do PS, liderada por José Ferreira.